Houlihan Lokey se expande e passa a oferecer serviços de consultoria em propriedade intelectual com a aquisição do Black Stone IP

LOS ANGELES--(BUSINESS WIRE-DINO - 18 jan, 2017) -

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

18 de janeiro de 2017 | 22h50

O Houlihan Lokey, Inc. (NYSE: HLI), banco de investimentos globais, anunciou hoje que adquiriu o Black Stone IP LLC (BSIP), importante banco boutique de investimentos especializado na avaliação e negociação de patentes e outros ativos de propriedade intelectual (PI). Os termos da transação não foram divulgados.

Fundado em 2013, o BSIP se dedica exclusivamente à consultoria em tecnologia+PI. Seus serviços incluem avaliações de tecnologia e PI, desenvolvimento e execução de transações estratégicas de PI, consultoria em fusões e aquisições concentradas em PI, além de formação e reestruturação de capital fundamentado em PI. Desde sua criação, o BSIP já executou mais de cem projetos de transação e consultoria para clientes da América do Norte, Europa e Ásia Oriental. Estão entre os clientes do BSIP mais de 30 empresas Fortune 500 e famosos inovadores como Avaya, Broadcom, Dolby, General Electric, Philips, Siemens, SAP, Sony, MediaTek, Lenovo, Yahoo! e muitos outros.

O BSIP passará a compor a área de serviços de consultoria financeira do Houlihan Lokey, operando como consultor de tecnologia+PI, e será coliderado por Elvir Causevic, diretor executivo do BSIP, e Edmund Fish. São outros integrantes da liderança sênior do BSIP Mitchell Rosenfeld, diretor; Pallavi Shah, vice-presidente sênior; e Matt Moyers, vice-presidente. A prática de consultoria em tecnologia+PI envolverá equipes baseadas em San Francisco, Los Angeles, Chicago e Washington, D.C., que atenderão a clientes do mundo todo.

"A propriedade intelectual vem se tornando uma classe de ativos que chama cada vez mais a atenção de conselhos e investidores de diversos setores de mercado, e as empresas estão reconhecendo o valor que esses ativos representam", comentou Jack Berka, chefe global de serviços de consultoria financeira. "O BSIP tem aperfeiçoado as melhores práticas de líderes de mercado para estabelecer uma excelente plataforma de tecnologia+PI que abrange consultoria em avaliações e transações. Dessa forma, eles se ajustam perfeitamente aos serviços líderes de mercado do Houlihan Lokey nas áreas de avaliação, finanças corporativas e reestruturação, e é uma grande satisfação termos Elvir, Ed e sua equipe unindo-se à empresa", continuou.

"Acreditamos que o Houlihan Lokey possui a melhor combinação de presença global, serviços complementares e a cultura corporativa que deve ter toda consultoria independente em serviços financeiros", declarou Causevic. "A antiga liderança da empresa em serviços de avaliação e fusões e aquisições, juntamente com seu profundo conhecimento e experiência em ativos financeiros ilíquidos de diversos setores de mercado, proporciona uma poderosa combinação que trará um benefício imediato aos nossos clientes. Estamos extremamente otimistas com esta nossa próxima etapa de crescimento, agora integrando a ampla plataforma do Houlihan Lokey", acrescentou.

O Houlihan Lokey (NYSE: HLI) é um banco de investimentos globais com profunda experiência em fusões e aquisições, mercados de capitais, reestruturação financeira, avaliação e consultoria estratégica. A empresa atende a corporações, instituições e governos de todo o mundo a partir de seus escritórios nos Estados Unidos, Europa e região Ásia-Pacífico. Consultoria independente e rigor intelectual são os principais atributos do nosso compromisso com o sucesso dos clientes em todos os serviços de consultoria que oferecemos. De acordo com a Thomson Reuters, o Houlihan Lokey é classificado como o principal consultor em fusões e aquisições dentre todas as transações dos EUA, o principal consultor em reestruturação global e o principal consultor de opinião global em equidade de fusões e aquisições dos últimos 15 anos. Para obter mais informações, visite www.HL.com.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

pr@hl.comFonte: BUSINESS WIRE

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.