Imigrando para o Canadá com o "Express Entry" - 17 mil convites de novos residentes até março

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 08h30

Vancouver, BC - Canadá--(DINO - 06 mar, 2017) - Nos últimos anos aumentou o interesse dos brasileiros em passar uma temporada fora do país, mas também cresceu bastante o desejo de mudar em definitivo. Os problemas políticos e consequentemente econômicos são alguns dos fatores responsáveis por essa realidade. Eis então que o Canadá figura entre os destinos escolhidos por pessoas de diferentes idades e classes sociais, principalmente por sua prosperidade e histórica abertura de oportunidades e apoio aos imigrantes.

Mas afinal, o que é o "Express Entry"?

Desde o ano de 2015 o governo canadense utiliza o "Express Entry" (EE), que é um sistema de gerenciamento de aplicações online, no qual os interessados em ser um residente permanente no país e que atendam a determinados requisitos, podem fazer o cadastramento de seus dados. Para tanto, é preciso se enquadrar em um dos programas de imigração econômica, que explicaremos melhor na sequência.

Tudo é feito a partir da atribuição de pontos que levam em conta fatores como idade, nível de escolaridade, proficiência em inglês e/ou francês, experiência profissional, entre outros. Ao longo do ano há diversos sorteios e cada um deles determinam uma nota de corte. Desta maneira, é definido quem receberá um convite, o "Invitation to Apply for Permanent Residence" (ITA), para continuar o processo, encaminhar uma série de documentos comprobatórios, e assim finalmente conseguir alcançar o objetivo: a autorização de residência permanente no país.

Algumas províncias e territórios possuem sistemas de imigração próprios e também há os conectados ao EE, inclusive dando pontos extras para o candidato que consiga uma oferta de trabalho válida e reconhecida no local, por exemplo. E geral, no Express Entry (EE) estão unificados os seguintes programas de imigração econômica:

- "Federal Skilled Worker Program" e "Federal Skilled Trades Program" - ambas as modalidades selecionam os imigrantes baseados na capacidade profissional e também técnica em obter sucesso econômico no Canadá.

- "Canadian Experience Class" - voltado para as pessoas que já possuem pelo menos 12 meses de experiência de trabalho no Canadá, comprovada e que atinjam a quantidade mínima de horas consideradas em uma atividade remunerada em tempo integral, nas profissões classificadas como de alta demanda no mercado de trabalho canadense segundo o National Occupation Classification (NOC).

O sistema do EE abre oportunidade para aqueles que estão dentro do país ou não, desta forma, por exemplo, um brasileiro que nunca visitou o Canadá, mas se classifica com a pontuação suficiente em uma modalidade que não exija experiência de trabalho canadense, pode sim imigrar e desembarcar como residente permanente. Lembrando que o governo local implantou este sistema com alguns objetivos, entre eles o de dar mais flexibilidade e agilidade no processo de seleção de imigrantes, bem como buscar atender as demandas de profissionais do mercado atual.

Em princípio parece simples, mas tudo isso envolve muito planejamento, passar por várias etapas, aguardar diferentes tempos de processamentos, recolhimento de taxas, entre outros processos. Nesta jornada, há pessoas que levam meses para obter a sonhada residência permanente, enquanto outras aguardam anos, e algumas não alcançam sucesso pela falta de elegibilidade.

Diante disso, empresas como a Immi Canadá (https://www.immi-canada.com/) fornecem todo o suporte para indivíduos e famílias inteiras que tem o sonho de morar nesta importante parte da América do Norte. Isso se dá atuando desde o momento de avaliar se o candidato tem o perfil para aplicar para uma residência permanente, traçar a melhor estratégia para se enquadrar em uma das oportunidades, a inserção dos dados no sistema online, organização de documentos e até a conclusão do processo.

Como obter pontos no Express Entry?

Proficiência de idiomas - neste caso, os pontos são atribuídos a partir das notas obtidas no teste do IELTS General (International English Language Testing System); ou quem está no Canadá pode realizar o "Celpip General", o Canadian English Language Proficiency Index Program (quem fez o teste antes de 1º de abril de 2014, vale o CELPIP-G), que são os voltados para quem tem conhecimento em Inglês. As pessoas que dominam o idioma francês podem pontuar a partir das notas alcançadas no TEF, o Test d"évaluation de français.

Equivalência de diploma de nível superior - quem realizou um curso de nível superior no Canadá pode receber pontos, porém o mesmo ocorre com aqueles que estudaram no Brasil, mas é preciso providenciar um relatório, ou Educational Credencial Assessment (ECA), que avalia o diploma e certificados provando a equivalência desses documentos no país. Essa avaliação pode ser realizada a partir de instituições como o WES (World Education Services).

Pontos do cônjuge - para se cadastrar no "Express Entry" em família é necessário definir quem será o aplicante principal, ou seja, aquele que reúne mais requisitos para se habilitar em uma das modalidades do sistema, mas também poderá ser acrescentado pontos levando em consideração se o aplicante possui ou não um cônjuge ou parceiro vivendo em união estável. Desta maneira, quem comprovadamente tiver um companheiro pode inserir essa informação no momento de fazer o perfil, e com isso poderá obter a pontuação máxima extra de 40 pontos, de acordo com o nível de escolaridade, a proficiência de inglês e/ou francês do mesmo, e ainda se o acompanhante tiver experiência de trabalho canadense.

E mais... ? deve-se apresentar prova financeira (valores em conta, aplicações e investimentos), indicar a(s) província(s) a qual queira que tenha acesso aos dados e se recebeu alguma nomeação provincial oficial, informar todo o histórico profissional, registrar se deseja que alguém seja o representante no processo (um consultor, por exemplo), entre outros itens exigidos no preenchimento do EE.

Como foram os últimos sorteios do EE?

O ano de 2017 começou com um cenário de muito otimismo para as pessoas que estão apostando em uma oportunidade vinda a partir do Express Entry, pelo fato de que a pontuação caiu. Confira os dados atuais, inclusive a quantidade de ITA ("Invitation to Apply") emitida:

22 de fevereiro de 2017 = 441 pontos ? 3611 convites

8 de fevereiro de 2017 = 447 pontos ? 3664 convites

25 de janeiro de 2017 = 453 pontos ? 3508 convites

11 de janeiro de 2017 = 459 pontos ? 3334 convites

4 de janeiro de 2017 = 468 pontos ? 2902 convites

Website: https://www.immi-canada.com/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.