Laboratório São Marcos terá unidade referência em casos de dengue

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de janeiro de 2017 | 18h16

Região Metropolitana de Belo Horizonte--(DINO - 16 jan, 2017) - Para melhor atender os casos de dengue, uma questão de saúde pública cujo volume de ocorrências aumenta significativamente no verão, o Laboratório São Marcos vai transformar a Unidade Serra (Rua Professor Estevão Pinto, 175) em referência para diagnóstico e prevenção de casos de dengue, a partir do dia 23 de janeiro. Já são oferecidas à população a vacina e o teste rápido, este com resultado em até 30 minutos, sem a necessidade de agendamento, em ambos os serviços. No caso da vacina, o serviço também está sendo disponibilizado em mais dez unidades do laboratório na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

"O diagnóstico precoce evita complicações decorrentes da doença e permite que a pessoa adiante o início do tratamento. Ter uma unidade especializada vai otimizar os serviços, além de possibilitar mais conforto e comodidade aos pacientes, que poderão se direcionar a uma unidade referência nesse tipo de atendimento", destaca a diretora Médica do Laboratório São Marcos, Mariana Cerqueira. Um dos maiores problemas enfrentados por quem contrai os vírus é o diagnóstico - o da dengue pode levar até uma semana em algumas unidades básicas de saúde. A antecipação do diagnóstico contribui, ainda, para desafogar o sistema de saúde, pois o paciente já acessa o atendimento médico com exame que vai orientar o tratamento mais adequado.

Outros dados clínicos importantes como pressão arterial e temperatura corporal também serão medidos pela equipe do Laboratório São Marcos, proporcionando cuidado e informações adicionais para o médico assistente.

Os interessados em realizar o teste rápido não precisam ser submetidos a jejum e o exame exige somente a coleta de um tubo de sangue. A partir daí são avaliados os parâmetros necessários para o diagnóstico da dengue ? a proteína NS1, específica do vírus, e os anticorpos IGM e IGG, além do hemograma com a mensuração do número de plaquetas. O preço do teste rápido para dengue é R$100 (Ns1, IgM e IgG) ou R$120 (os três + hemograma).

Prevenção

Já a vacina se mostra um procedimento efetivo na prevenção da dengue. "Para a imunização contra a doença são necessárias três doses, que devem ser aplicadas em um prazo seis meses, cada. Por isso, quanto antes vacinar, é melhora para se prevenir contra o vírus", alerta o infectologista e gerente de Vacinas do Laboratório São Marcos, Adelino de Melo. Todas as pessoas entre nove e 45 anos podem receber a vacina, excetuando as gestantes. No Laboratório São Marcos, o valor da dose é R$290.

Chikungunya

A mesma unidade referência nos atendimentos de dengue oferecerá o teste rápido para o diagnóstico de chikungunya ? doença, que da mesma forma que a dengue, é transmitida pelo mosquito Aedes aegypti. A previsão é de entrega do diagnóstico em 30 minutos.

Serviço

Laboratório São Marcos ? Unidade Serra

Especializada no diagnóstico e na prevenção da dengue

Endereço: rua Professor Estevão Pinto, 175

Funcionamento:

? das 6h às 15h, de segunda a sexta-feira;

? das 6h às 12h, aos sábados.

Horário de coleta:

? das 6h às 14h30, de segunda a sexta-feira;

? das 6h às 11h, aos sábados.

Mais informações sobre atendimento:

Central de Relacionamento: (31) 2104 0100 ? das 6h às 20h, segunda à sexta-feira / das 6h às 14h, aos sábados.

www.saomarcoslaboratorio.com.br

Website: http://www.saomarcoslaboratorio.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
ReleasesMarcos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.