Livro A dignidade ultrajada: ser professor do ensino público brasileiro nos dias atuais mostra a situação trágica vivida por esses profissionais

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

30 Dezembro 2016 | 09h16

Rio de Janeiro. RJ--(DINO - 30 dez, 2016) - A Dignidade ultrajada ? Ser professor do ensino público brasileiro nos dias atuais nasceu da experiência docente e acadêmica da autora, e objetiva ser um manifesto em defesa dos bons professores e da profissão docente.

No diagnóstico da autora, "hoje, no Brasil, ser professor não dá status, não dá segurança financeira e, acima de tudo, não proporciona uma vida profissional digna. E esse parece ser o problema principal: ser professor é, quase sempre, trabalhar sem as mínimas condições, em escolas sucateadas e, o pior, é ser submetido diariamente ao puro e escrachado desrespeito."

O livro traz críticas às abordagens atualmente dominantes, mostrando como provocaram a desvalorização dos profissionais da área e a queda na qualidade do ensino formal.

O livro traz, ainda, sugestões de políticas públicas embasadas em estudos científicos, objetivando melhorias nas condições de trabalho dos profissionais da área educacional e na qualidade do ensino público, para que, no futuro, nossas escolas passem a ser modelo de qualidade e nossos bons professores não tenham mais sua dignidade ultrajada.

A autora Kátia Simone Benedetti é professora da rede municipal de ensino e atua há mais de 12 anos na área como professora de língua portuguesa e também como educadora musical.

É ainda psicóloga, com especialização em psicopedagogia e mestre em Educação Musical pelo Instituto de Artes da UNESP/SP.

Para mais informações, acesse o link http://www.barralivros.com/dignidade_ultrajada.html

Website: http://www.barralivros.com

Mais conteúdo sobre:
ReleasesBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.