Luzes de Natal: saiba como economizar energia

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

13 Dezembro 2016 | 18h39

São Paulo, SP--(DINO - 13 dez, 2016) - As festividades de fim de ano estão chegando e os bairros da cidade vão ficando mais iluminados com os enfeites natalinos. É comum se ver pisca-piscas, cascatas com lâmpadas e jardins decorados nessa época.

As luzes estão entre as favoritas do período, mas usá-las sem planejamento pode refletir na conta de energia.

A dica para economizar é fazer as escolhas certas ao comprar os itens de decoração.

As lâmpadas decorativas de "pisca-pisca" ou cascatas estão entre as vilãs do consumo nesse período festivo.

Para evitar essa situação, o diretor da Lumibrasil Iluminação, Marcio Landim, indica as lâmpadas eficientes, de LED, pois fazem o mesmo efeito na decoração que as tradicionais e ainda têm a grande vantagem de serem mais duradouras. "Se um conjunto com 100 lâmpadas comuns, por exemplo, ficar ligado 8h por dia, o consumidor terá um aumento no consumo de 12 quilowatt/hora (kWh) por mês. Já a luzes de LED possuem uma potência média de 15 watts (w), e se utilizadas no mesmo período do exemplo anterior, irão consumir apenas 3,6 kWh. Isso representa uma economia de 70% em relação ao "pisca-pisca" tradicional", destaca Landim.

Landim também alerta que na hora de comprar esses produtos também é preciso ficar atento à potência informada na embalagem. "Quanto maior a potência e tempo de uso, maior será o consumo do enfeite natalino. É importante que o consumidor escolha enfeites que tenham uma potência menor".

Outra prática que ajuda a reduzir o consumo no período natalino é desligar os aparelhos decorativos no período em que não houver movimento na residência.

Além da eficiência energética, o diretor da Lumibrasil Iluminação destaca outro item importante nesta época do ano: segurança.

"Na hora de instalar as luzes e equipamentos que necessitam de energia é necessário seguir alguns conselhos, que previnem acidentes e podem salvar uma vida, entre eles: deixar as lâmpadas longe de isopor e papel para evitar incêndios, não fazer emendas nos fios, adquirir produtos certificados com o selo do Inmetro, revisar a instalação elétrica da casa, caso sejam usadas muitas luzes para a decoração, ler o manual do produto e seguir as recomendações do fabricante."

Mais informações:

www.lumibrasililuminacao.com.br

Website: https://www.lumibrasililuminacao.com.br

Mais conteúdo sobre:
ReleasesSão PauloInmetro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.