Mansão de Picasso vendida para diretor executivo do Scepter Rayo Withanage

MOUGINS, França--(BUSINESS WIRE-DINO - 27 jan, 2017) -

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

27 de janeiro de 2017 | 19h16

A extensa propriedade e última residência de Pablo Picasso em Mougins, França, foi vendida por um valor não revelado para Rayo Withanage, financista de Brunei. O prefeito de Mougins confirmou a venda em um comunicado de imprensa oficial, como informado pelo The Wall Street Journal.

Withanage, que reside em Bermuda e Londres, é fundador e diretor executivo do Scepter Partners, um banco comercial e de investimento direto para investidores soberanos. Ele também é fundador do The BMB Group juntamente com o príncipe Abdul Ali Yil Kabier da Família Real de Brunei.

A propriedade de alto padrão L"Antre du Minotaure (O Covil do Minotauro) é amplamente considerada como uma das melhores propriedades no sul da França.

A propriedade, que foi ricamente remodelada recentemente sob a direção do aclamado arquiteto Axel Vervoordt, abrange mais de três hectares, com oliveiras de mais de 500 anos de idade. É a maior propriedade de seu tipo na região.

Picasso manteve um dos seus estúdios mais produtivos na casa principal, enquanto viveu lá com sua esposa Jacqueline e sua filha Cathérine. A casa e os jardins foram desenhados pessoalmente por Picasso e mantêm os objetos de arte e os móveis originais. Após sua morte a propriedade abrigava mais de US$ 1 bilhão em obras de arte.

Antes de Picasso, a casa foi propriedade da família Guinness e ficou famosa por ser a casa de férias de verão de Winston Churchill, que pintou uma série de obras sobre a propriedade. As origens da casa remontam a uma abadia de mais de mil anos e atualmente ela é vizinha de Notre-Dame-De-Vie, uma das igrejas mais antigas da região. Os jardins são aclamados em toda a França, com algumas das maiores árvores glicínias da Europa e uma espécie de rosa cultivada por Picasso que só cresce na propriedade.

Sob a direção do novo proprietário, a propriedade será comissionada para ser utilizada por fundações locais para fins filantrópicos e promoção das artes por meio de eventos cujas receitas devem ser doadas para causas que apoiem iniciativas de desenvolvimento sustentável sediadas em Mônaco.

Anteriormente a propriedade pertencia ao empreendedor imobiliário holandês Tom Moeskops e à BMB Alliance. A venda foi parte da reestruturação do BMB Group, que girou seus ativos para formar o Scepter Partners, e foi assinada no final do ano passado.

About Rayo Withanage

Rayo Withanage é fundador e diretor executivo do Scepter Partners. Formado como advogado de fusões e aquisições com mestrado na London School of Economics, ele liderou o desenvolvimento do sistema bancário e dos negócios de investimento do Scepter Partners, que é um sindicato de investidores familiares e soberanos. A equipe de gerenciamento sênior do Scepter Partners saiu do Blackstone Group sob a liderança de Anthony Steains em 2015. Sediado em Bermuda com escritórios em Nova York e Hong Kong, o Scepter é apoiado por mais de $14 bilhões em ativos discricionários e foi fundado para adquirir ativos de grande porte com foco em recursos naturais, infraestrutura, imobiliário e mídia e telecomunicações. Withanage é descendente de cingaleses e portugueses. Ele nasceu nas Ilhas Fiji e cresceu predominantemente em Bermuda, Nova Zelândia e Brunei.

O texto no idioma original deste anúncio é a versão oficial autorizada. As traduções são fornecidas apenas como uma facilidade e devem se referir ao texto no idioma original, que é a única versão do texto que tem efeito legal.

caleb.barnhart@hkstrategies.com Fonte: BUSINESS WIRE

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.