Manutenção de empilhadeiras e paleteiras aumentam o rendimento nas empresas

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 09h42

Atibaia - SP--(DINO - 07 mar, 2017) - Empilhadeiras e paleteiras são inegavelmente itens essenciais em operações logísticas em indústrias, galpões, depósitos entre outros, a facilidade e agilidade garantidas com a utilização deles pode ser interrompida quando esses quebram ou apresentam qualquer defeito.

Com a utilização frequente e os grandes pesos suportados, as empilhadeiras e paleteiras necessitam de manutenção constante evitando que algum problema interrompa o processo logístico e possa atrapalhar o andamento do trabalho. Quando um equipamento como esse quebra são horas de trabalho perdidas e um funcionário parado sem ferramenta, gerando uma queda de produção enorme.

De acordo com a Contato Comp , empresa especializada em Componentes Eletromecânicos, o ideal é que a manutenção preventiva seja feita a cada 500 horas trabalhadas, nessa prevenção os contatos elétricos , escovas de carvão e porta escovas devem ser verificados e trocados se necessário. Cabe aos gestores e operadores ficarem atentos a todos os cuidados necessários.

A segurança dos trabalhadores também depende da manutenção de empilhadeiras e paleteiras, uma falha em peças mal ajustadas ou com falta de lubrificação pode ocasionar um grave acidente. Outro fator que é influenciado pelos cuidados e atenção com esses equipamentos é a sua durabilidade, só trocar uma peça quando ela quebrar vai diminuindo aos poucos a qualidade do item e com os altos valores investidos, a diminuição de vida útil pode ser considerada prejuízo.

O planejamento de manutenção é fundamental para um bom funcionamento da operação logística e pode reduzir as despesas de reparação, aumentando o lucro da empresa.

Website: http://www.contatocomp.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.