Marcílio Filho reúne série de crônicas inspiradoras sobre o cotidiano em "Fragmentos"

Rio de Janeiro, Rj--(DINO - 10 fev, 2017) - Escrevendo desde jovem como uma necessidade de expressar seus sentimentos mais profundos, revelando-os apenas para o papel, Marcílio Filho em Fragmentos ? Memórias, Cotidiano, Invenções e Versos Dispersos reuniu não só estas antigas crônicas, mas também novos escritos sobre a vida. Na obra, o autor compartilha suas visões sobre situações do dia a dia, suas sensações e inquietações.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

10 de fevereiro de 2017 | 13h12

Através de uma linguagem inspiradora e cheia de beleza, Marcílio traz ao leitor não só pequenas prosas, mas também poemas que encantam. Cada escrito proporciona uma leitura fluída e densa, apesar de curta, capaz de causar no público a sensação de leveza e, ao mesmo tempo, reflexões sobre o que nos cerca.

"ALGÉBRICA

Não é por te amar que tu deves me querer,

Mas é porque já me amaste que não consigo entender,

A equação matemática que exprime o assim dito,

Enquanto uns tendem a zero (tu), outros (eu) tendem ao infinito.

Poderia expressar em potências de dez

Tudo que sinto ao pensar nesse cálculo.

Cada um elevado é um zero à direita.

O mesmo zero, que à esquerda nada vale,

Na geometria, todavia, seu formato é a moldura

Da mais perfeita figura."

Sobre o autor:

Marcílio Aguiar Filho, 58 anos, nascido em Ituaçu - BA. Viveu a infância e parte da adolescência em Tanhaçu - BA. Reside em São Paulo desde os 15 anos. É casado e pai de duas filhas. Tem formação acadêmica em Tecnologia da Construção Civil e pós-graduação em Gestão Empresarial. É aficionado por esportes, especialmente futebol e tênis. A música, a literatura e o cinema são as formas de arte que mais aprecia.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.