Marketing de conteúdo: aprenda como mostrar as suas ideias para o mundo

(DINO - 24 jan, 2017) - TV? Jornal? Rádio? Que nada! A menina dos olhos do marketing atual ? ou nem tão atual assim ? é a internet, um lugar que há um bom tempo vem se destacando graças aos seus diversificados formatos de mídia e a suas interessantíssimas ferramentas de análise de resultados. Várias características fizeram crescer o interesse das marcas pelo marketing de conteúdo, um tipo de estratégia que busca, por meio de materiais relevantes para os usuários, trazer mais clientes para determinado negócio e até mesmo melhorar a sua imagem no mercado.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

24 de janeiro de 2017 | 19h28

Contudo, como fazer com que esses materiais sejam vistos por cada vez mais pessoas? Como espalhar as ideias de uma empresa para o mundo? É exatamente o que iremos abordar aqui neste post. Quer saber mais? Então, confira!

Produza conteúdo regularmente

Regularidade. Essa é uma palavra mágica para quem produz conteúdo na web. Mas será que isso também influencia na divulgação de um texto, um vídeo ou um podcast empresarial? A resposta é: com certeza.

Além de a regularidade ajudar um blog e um site a ganhar pontos com o Google, ela também mostra para a sua audiência que o seu endereço está sendo atualizado com frequência, e isso é algo que pode (e muito) aumentar as suas chances de ser indicado para outros interessados por aí.

Faça entrevistas com nomes relevantes do seu mercado

Fazer entrevistas com especialistas é uma ótima forma de legitimar o seu conteúdo e ainda aumentar os canais de divulgação da sua marca. Afinal, é comum ver entrevistados indicando para o seu público pessoal os lugares onde eles estiveram falando sobre determinado assunto recentemente.

Utilize (corretamente) as redes sociais

Número de perfis ativos que o Facebook tem no Brasil, de acordo com uma apresentação feita na Campus Party 2016: 99 milhões. Um número que já é bastante alto, mas que tende a aumentar ainda mais, com a adesão da internet de banda larga por mais pessoas e o barateamento tanto dos smartphones quanto das redes de telefonia móvel.

Com tanta gente dentro da rede de Mark Zuckerberg (e outras, como Twitter, Instagram e Linkedin), nada melhor que divulgar, de forma orgânica e paga, o seu conteúdo por ali. Isso, é claro, sem ficar forçando a barra da audiência.

Divulgue seu link sempre que puder

Cartões de visita, oficios originais, assinaturas de e-mail? Se olhar de perto, perceberá que o que não falta por aí são lugares onde é possível colocar um link para aquele blog ou canal de vídeo da sua empresa. E sem precisar gastar nenhum centavo com publicidade.

Use a rede a seu favor

Desde o seu surgimento, décadas atrás, nas universidades norte-americanas o grande barato da internet sempre foi conectar pessoas que trocavam informações sobre determinados temas e faziam com que eles se tornassem cada vez mais ricos à medida em que eram divulgados e discutidos. Um costume que existe até hoje, mas que não é tão bem explorado por algumas empresas.

Infelizmente ? ou felizmente, para os concorrentes ?, muitas marcas acabam não citando outras empresas em seus conteúdos, não colocando as fontes de onde tiraram os seus dados e não aproveitando desse esquema de rede que é a base da internet. Algo que poderia ajudar não apenas na divulgação dos seus materiais, mas também a melhorar o seu relacionamento com outros nomes dentro da web. Por isso, quando criar seus conteúdos, não esqueça que essa ideia de rede pode ser bem explorada e aproveitada pelo seu negócio.

Como já dissemos anteriormente no blog, o Marketing digital é fundamental para sua empresa e, como você pôde ver aqui, não existe maneira melhor de aproveitar essa ferramenta do que através do marketing de conteúdo. Entretanto, não basta criar conteúdo, é preciso também divulgá-lo pela web (algo que agora você já sabe muito bem como fazer, certo?).

Curtiu o post? Então acompanhe nosso blog (http://www.organicadigital.com/blog).

Website: http://www.organicadigital.com

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.