Médicos precisam ter especialização para realizar cirurgias plásticas

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 07h10

Florianópolis, SC--(DINO - 24 fev, 2017) - As chances de insatisfação com os resultados de uma cirurgia plástica aumentam consideravelmente à medida que o paciente não dá a importância necessária à escolha do cirurgião responsável. Isso porque, quando o profissional não é qualificado e não tem experiência na área, o risco de erro médico é muito maior.

Existem algumas orientações simples sobre como escolher o cirurgião plástico certo e para que a decisão seja tomada de forma responsável e embasada. Pedir indicações é o primeiro passo, é por onde se deve começar. "Quando a pessoa interessada em realizar uma cirurgia plástica não conhece nenhum médico da área, o ideal é que ela pergunte a amigos, familiares e conhecidos que já passaram por um procedimento desse tipo sobre a experiência com o cirurgião que escolheram, se o recomendariam e por quê", orienta o cirurgião plástico Evandro Parente (CRM/SC 8130 | RQE 2674).

Em segundo lugar, antes de agendar uma consulta, é preciso certificar-se de que o médico é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). A Sociedade é a responsável pela formação dos médicos cirurgiões plásticos de todo o país. "Antes de sermos certificados pela SBCP, percorremos um longo caminho. Quando terminamos a faculdade de Medicina, realizamos dois anos de residência médica em cirurgia geral. Depois, vem a residência médica em cirurgia plástica, mais três anos de estudo. O próximo passo é ser aprovado nas provas, escrita e oral, aplicadas pela SBCP e pela Associação Médica Brasileira. Só então somos, de fato, especialistas em cirurgia plástica", explica o médico.

A certificação da SBCP significa que o profissional teve acesso à formação rigorosa, está habilitado a realizar todo tipo de cirurgia plástica, trabalha submetido a um código de ética e realiza as cirurgias somente em instalações bem equipadas e com equipe treinada.

Para saber se o cirurgião escolhido possui essa certificação, basta consultar o site da SBCP . Verificar se o médico possui registro no Conselho Federal de Medicina (CFM) também é uma medida de segurança para o paciente.

Dicas de como escolher o cirurgião plástico certo

Parente aconselha, ainda, a agendar uma primeira consulta com mais de um profissional, para conhecê-los, compreender como atuam e certificar-se de que transmitem segurança e confiança. Essa é uma recomendação importante para saber como escolher o cirurgião plástico certo. Além de falar sobre o que motivou a consulta, o paciente pode perguntar algumas coisas:

* se o lugar onde o procedimento será realizado possui alvará da Vigilância Sanitária;

* o que é preciso fazer para obter os melhores resultados;

* onde e como será realizada a cirurgia;

* qual é o tempo de recuperação e que tipo de ajuda será necessária durante o pós-operatório;

* quais são os riscos e complicações associados ao procedimento;

* como são tratadas as complicações.

É responsabilidade do médico passar todas as informações necessárias ao paciente e é dever do paciente responder sinceramente a tudo que for perguntado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida. A relação deve ser de confiança mútua, pois disso também depende o bom resultado da cirurgia.

Website: https://clinicaparente.com.br

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.