Mercado de cosméticos varejista mostra importância da atuação de pequenas e médias empresas

São Paulo - SP--(DINO - 01 fev, 2017) - O comércio varejista é um dos principais setores da economia mundial, movimentando dezenas de trilhões de dólares anualmente.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

01 de fevereiro de 2017 | 13h04

Com o crescimento do mercado de varejo global, há também uma mudança na ordem dos principais países do setor. A China deve ultrapassar os Estados Unidos e virar o maior mercado global no setor, assim como Brasil não passa longe no Ranking, e é um dos países principais na movimentação de negócios no mercado de cosméticos para o varejo.

A importância do varejo no cenário econômico brasileiro vem sendo cada vez mais reconhecida e destacada.

Em 2016 o mercado de cosméticos movimentou mais de 1 Bilhão em negócios, o Brasil atualmente é o terceiro mercado só perdendo para Estados Unidos "EUA" e China, além de gerador do maior número de empregos formais no país, o setor exibe, especialmente nos últimos tempos, números expressivos de crescimento.

Antes, a indústria de cosméticos costumava ser dominada apenas por grandes empresas globais como a Unilever e a Avon. Mas agora, muitas pequenas e médias empresas também estão tomando sua parte da "torta". Vale lembrar que em 2016, uma grande marca de produtos de Higiene pessoal e cosméticos havia formalizado uma proposta de compra da empresa Madarrô, devido ao destaque que a empresa despontou no mercado varejista com uma proposta inovadora de tratamentos capilar com resultados a baixo custo.

O mercado de cosméticos no varejo vem atraindo cada vez mais as grandes marcas, já é notório, mas com o objetivo de conquistar uma fatia do mercado, os empresários Bruno Amaral e Vitor Campos da empresa Madarrô Cosméticos , estão buscando inovar, levando produtos que a empresa já comercializava nos grandes salões de beleza, para serem apresentados nas prateleiras de principais redes de perfumarias do Brasil.

Inicialmente a empresa pretende conquistar o mercado da região sudeste. De acordo com os empresários Bruno Amaral e Vitor Campos a capital Paulistana já está superando todas as expectativas da marca. Os produtos oferecidos pela marca, vem sendo muito bem aceito pelos maiores grupos de perfumaria e varejistas. Rede Princesa, Grupo Goya e Sumirê já assinam a marca como um selo de qualidade e assim a marca começa a competir a fatia da "torta" com o mercado que movimenta Bilhões na economia Nacional.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.