Mercado de eventos tem expectativa de aquecimento

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 06h12

São Paulo. SP --(DINO - 24 fev, 2017) - Segmento de eventos segue como um dos que ainda crescem no País. O último estudo realizado com mais de 2,7 mil empresas do setor, pelo Sebrae Nacional e Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC), aponta que o setor movimentou R$ 209,2 bilhões, em 2013, 4,32% do PIB brasileiro no período.

Pesquisas anteriores, de 2002, davam conta de R$ 37 bilhões. Embora tenha passado por mudanças significativas para se ajustar a crise, o segmento ainda é promissor. "Os eventos que realizamos hoje têm custos menores, adaptados a crise econômica", afirma Aldo Teixeira, que organiza centenas de eventos por ano, nas seis casas que administra em sociedade com Faustino da Silva, na capital paulista.

La Forchetta, La Terrina, Fior D`Itália, Il Papavero, Tuhu e Montepulciano realizam eventos tanto em seus espaços, quanto no fornecimento de comidas e bebidas para confraternizações, festas, celebrações de empresas ou individuais.

Criado a partir da sociedade dos empresários Aldo Teixeira e Faustino da Silva, o Grupo Alfa que administra as casas, atua na área de alimentação voltada para a hotelaria e eventos há quase 40 anos. Cada restaurante tem um perfil específico e diferentes configurações de espaço para eventos de pequeno e médio porte.

Fior D`Itália, o restaurante de Santana, próximo ao Expo Center Norte e Anhembi, tem perfil de organização de casamentos e almoços para grandes grupos. O salão principal acomoda até 350 pessoas, já o bar 130 pessoas. Além disso, a casa conta com serviço e mão de obra completa para eventos.

Tuhu, localizado na Vila Leopoldina, em um condomínio de escritórios, costuma ser acionado para eventos de pequeno porte nas empresas que têm sede na localidade. Fornecimento de coffee break, comidas e bebidas para pequenas confraternizações é o perfil do restaurante, em relação aos eventos.

Il Papavero, localizado a poucas quadras da avenida Paulista, comporta 150 pessoas sentadas e 250 para coquetel. O local possui também uma adega climatizada e é ideal para happy hours, por conta da proximidade dos escritórios. Já La Terrina e La Forchetta, atuam no fornecimento de alimentos, bebidas e equipe para eventos de pequeno e médio porte nas regiões de Pinheiros e Vila Olímpia, respectivamente.

O Montepulciano é o "caçula" do grupo. Inaugurado em 2015, a casa que fica na Avenida Engenheiro Luís Carlos Berrini, na zona sul de São Paulo, está localizada em uma região que concentra grande número de escritórios e tem perfil de comida rápida. Assim como Tuhu, também atua como fornecedor de coffee break e comidas e bebidas para confraternizações de empresas.

Website: http://alfagastronomia.com.br/index.php/quem-somos

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.