Morador de prédio deve atualizar CPF para pagar condomínio

São Paulo, SP--(DINO - 26 jan, 2017) - Os moradores de prédios residenciais e comerciais de São Paulo e de todo o Brasil precisam urgentemente atualizar seu cadastro junto ao síndico ou à administradora para realizarem o pagamento do boleto do condomínio neste ano.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

26 de janeiro de 2017 | 15h52

O alerta é da Lello, empresa líder em administração condominial no Estado, com 18 filiais na capital paulista, ABC, interior e litoral.

A medida é necessária porque a Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), atendendo a uma determinação do Banco Central, instituiu a obrigatoriedade de que todos os boletos bancários, incluindo a cota do condomínio, contenham o CPF ou CNPJ do titular.

A medida entra em vigor em março deste ano, mas apenas para boletos com valores acima de R$ 50 mil. Em maio será a vez das faturas de condomínio iguais ou maiores de R$ 2 mil. Até dezembro todos os boletos terão de ser identificados com o CPF do titular (veja linha do tempo abaixo). O valor médio de cota de condomínio paga pelos paulistanos em 2016 foi de R$ 761.

Além dessa mudança, a nova plataforma de cobrança da Febraban permitirá que boletos de condomínios vencidos possam ser pagos em qualquer banco, uma facilidade a mais para o morador que eventualmente perder o prazo de pagamento.

Segundo a Lello, apenas 40% dos condomínios que passam a integrar a carteira da administradora têm o cadastro de moradores com o CPF ou CNPJ devidamente atualizado.

Entre os cerca de 2 mil condomínios já administrados pela Lello, o índice de atualização cadastral era de 55% na metade de 2016, mas depois de uma intensa campanha junto aos edifícios subiu para acima de 90%.

Angélica Arbex, gerente de Relacionamento com o Cliente da Lello Condomínios, diz que a obrigatoriedade do boleto de condomínio registrado traz muitas vantagens.

"Há maior segurança eletrônica por meio do Débito Direto Autorizado e também maior comodidade para o condômino, pois permite o pagamento da cota vencida em qualquer banco, por DDA, ou pela atualização do boleto no site do banco que o emitiu", afirma.

Atenção aos prazos para os registros dos boletos de condomínio com o CPF do titular

Valor igual ou superior a R$ 50.000?Implementação a partir de ?13 de março

Entre R$ 49.999,99 e R$ 2.000?A partir de ?8 de maio

Entre R$ 1.999,99 e R$ 1.000?A partir de ?10 de julho

Entre R$ 999,99 e R$ 500?A partir de ?18 de setembro

Entre R$ 499,99 e R$ 200?A partir de ?23 de outubro

Igual ou inferior a R$ 199,99?A partir de 11 de dezembro

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.