Muita cólica, refluxo e dificuldade na amamentação podem ser tratados com a Osteopatia Pediátrica

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

04 de janeiro de 2017 | 15h45

Piracicaba, SP--(DINO - 04 jan, 2017) - A técnica já é conhecida entre adultos, mas ainda pouco difundida no universo infantil. Osteopatia Pediátrica, já ouviu falar?

De acordo com Pricilla Antunes, fisioterapeuta osteopata do Centro Avançado de Movimento e Performance de Piracicaba (CAMP Piracicaba), "é uma técnica utilizada no tratamento e na prevenção de diversos casos, já nos primeiros momentos após o nascimento do bebê, aumentando a qualidade de vida da criança".

De acordo com a osteopata, ela é indicada principalmente em situações de irritabilidade e choro em excesso, sono perturbado ou insônia, dificuldade de sucção no momento da amamentação, muita cólica, refluxo constante e flatulência além do comum.

Mas, como é feita?

"As manobras são realizadas com as mãos, de forma suave e, na maioria dos casos, fazem com que o bebê relaxe a ponto de dormir após a sessão. E o tempo de tratamento depende muito de cada caso, mas, em média, entre 4 e 5 sessões já pode-se notar o resultado. A avaliação é completa, examinando respiração, reflexos e movimentos da criança", explica Antunes.

No entanto, a técnica e seus benefícios ainda são pouco conhecidos. "Muitos imaginam que bebês e crianças não podem ser tratados através da Osteopatia", queixa-se.

O ideal, alerta a osteopata do CAMP Piracicaba, seria não esperar pelos sintomas. "Afinal, a Osteopatia não os trata apenas, mas procura resolver os desequilíbrios estruturais de todo o corpo. Por isso, o trabalho preventivo feito através dessa técnica pode dar mais qualidade de vida para o bebê e, consequentemente, para os pais".

Sobre o CAMP

O CAMP - Centro Avançado de Movimento e Performance - é um centro de excelência em fisioterapia, que surgiu há 6 anos em Piracicaba - SP, com o intuito de oferecer soluções completas para o aparelho locomotor, envolvendo consulta, diagnóstico, intervenção, reabilitação e condicionamento físico.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.