Não tem segredo: o que fazer para emagrecer de vez

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

22 Dezembro 2016 | 15h51

(DINO - 22 dez, 2016) - Quase metade da população adulta (48,1%) está acima do peso e 15% deste total, são obesos. Além disso, apenas 14,9% dos adultos são ativos no tempo livre, com maior proporção nos homens (18,6%) em relação às mulheres (11,7%). Os dados são de uma pesquisa do Ministério da Saúde. Políticas públicas que estimulam um estilo de vida mais ativo já estão sendo postas em prática. O Ministério da Saúde tem priorizado ações educativas para promoção da saúde e da atividade física.

O exercício físico estimula o crescimento muscular, mas não leva necessariamente à perda de peso. Por outro lado, a alimentação ajuda a diminuir a camada adiposa do corpo, mas falha em enrijecer os músculos. Por isso, o ideal é combinar atividade física e dieta juntos para remodelar o corpo e fortalecer a saúde.

Alimentação

É necessário levar em conta a qualidade nutricional do que se come, ainda mais nos períodos anteriores e posteriores ao treino. Sabendo o que comer antes e depois de se exercitar, os resultados logo aparecerão. A refeição pré-treino é muito importante, já que nenhuma atividade física deve ser praticada em jejum. O açúcar (em forma de glicogênio muscular) é o maior combustível do corpo humano. Se os níveis estão baixos, o organismo não consegue manter a mesma eficiência física.

Os carboidratos (pão, biscoito, fruta, leite, iogurte adoçado, batata, arroz, macarrão ou barra energética) são alimentos que contêm açúcar, sendo os ideais para serem consumidos antes de malhar. Os nutrientes encontrados neles fornecem energia e oxigênio e evitam a fadiga dos músculos. Estes alimentos também devem ser consumidos pós-treino já que repõem o que foi perdido durante a atividade e dão energia para o restante do dia.

As proteínas também são muito importantes para quem busca definir o corpo, já que são responsáveis pela síntese da fibra muscular. Boas fontes de proteínas são as carnes magras, clara de ovo, leite e leguminosas. No pós-treino, a proteína ajuda na recuperação dos músculos que podem ter sofrido danos.

É importante tomar cuidado com as gorduras. Na medida certa, elas podem ajudar a transportar substâncias como as vitaminas A, D, E e K. Porém, em excesso, a gordura prejudica a digestão e causa mal estar durante a prática física. Busque alimentos com baixo teor de gordura e evite massas com molhos pesados.

Quantidade

Além de incluir estes nutrientes na dieta, as quantidades em que devem ser consumidos irão variar de acordo com os resultados que se quer obter. Os carboidratos correspondem a 60% das calorias consumidas diariamente por quem pratica atividades. As proteínas devem corresponder a 20% e as gorduras nunca devem ultrapassar 30%. Se o objetivo é emagrecer, o importante é não abusar das quantidades de nenhum desses nutrientes.

Um estímulo a mais

Métodos naturais para emagrecimento podem ser uma ótima adesão ao programa de treino e alimentação. Especialmente remédios para emagrecimento, como por exemplo SlimCaps. No processo de termogênese ocasionado por este tipo de medicamento, o metabolismo é acelerado e a gordura é queimada mais facilmente. Além disso, o produto dá mais disposição para a prática de atividades físicas.

Sendo 100% natural, eles são ótimos para quem busca emagrecer com saúde e potencializa os resultados de uma dieta balanceada e de exercícios físicos. Agem diretamente na gordura localizada e também ajuda a melhorar o funcionamento intestinal, eliminando a sensação de inchaço e dando mais espaço para que os resultados da musculação apareçam.

Mais conteúdo sobre:
Releases Ministério da Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.