Pet Shop Móvel: saiba como expandir o seu negócio

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 11h44

Porto Alegre, RS--(DINO - 06 mar, 2017) - Inovar no mercado é sempre uma boa alternativa para conseguir atingir maiores objetivos de crescimento e faturamento , por exemplo. Entretanto, nem sempre é fácil encontrar soluções que proporcionem essa inovação de forma eficaz.

Neste conteúdo você poderá conhecer e entender como funcionam as Pet Shops Móveis. Elas são uma novidade do segmento e prometem trazer benefícios, tanto aos consumidores, quanto aos empresários.

Contexto de mercado e consumidores

Cada vez mais as pessoas vivem rotinas de trabalho intensas e por isso a demanda por serviços facilitadores têm aumentado gradativamente. Sempre que o consumidor tiver a opção de comprar um produto ou serviço que otimize seu tempo, ele irá olhar com bons olhos para esta possibilidade.

Quando chega o momento de ir embora para casa, após o trabalho, as pessoas em geral não gostam de lembrar que precisam dar uma passadinha no mercado, por exemplo. Apesar de amarem seus bichinhos, ter de ir até a Pet Shop também pode ser mais um gasto de tempo e energia e que facilmente pode ser otimizado com o serviço de Pet Shop móvel.

Essa brecha no contexto de cotidiano das pessoas proporciona bons prognósticos aos prestadores deste tipo de serviço.

Sem precisar sair de casa, o cliente pode agendar serviços de banho e tosa, compra de produtos e outros serviços que a Pet Shop móvel possa oferecer. O serviço itinerante normalmente é feito em veículos de grande porte para que a infraestrutura necessária esteja a disposição dos funcionários que realizam o trabalho.

Pode ser feito na garagem do prédio do cliente ou num estacionamento próximo, por exemplo. Sempre buscando oferecer maior praticidade aos clientes e mostrando que contribuir para uma melhor qualidade de vida é o seu objetivo.

O Pet Shop móvel é um serviço personalizado.

É importante manter uma organização do fluxo de trabalho para não atrasar atendimentos e tornar um serviço facilitador em problema para o cliente. Lembre-se que deslocamentos podem ter variação de tempo - engarrafamentos - e em alguns casos interferir muito na sua agenda.

Veículo e documentação

Para abrir um Pet Shop móvel dentro das regras, é necessário solicitar o alvará na prefeitura do município, garantindo assim um empreendimento sem dores de cabeça com a parte burocrática do processo. O condutor do veículo da Pet Shop móvel também deve estar habilitado (CNH) a dirigir vans, micro ônibus e similares.

Outro ponto a ser esclarecido é da presença de um médico veterinário . É muito importante que pelo menos um esteja presente para realizar check ups e passar diagnósticos, pois funcionários comuns não possuem autoridade para isto.

O veículo deve estar organizado e sempre higienizado para que as condições de trabalho sejam as melhores possíveis. Além do aspecto visual que gera diferentes percepções aos clientes, a questão de saúde deve ser preponderante.

Também é imprescindível que o lixo gerado seja descartado corretamente, sem deixar nada para trás. É muito deselegante e ruim em termos de marketing oferecer um serviço e deixar resíduos desagradáveis após o término do trabalho.

Alguns empreendedores do meio apontam para um investimento próximo a R$130MIL para iniciar um Pet Shop móvel. Esse valor inclui o gasto com o veículo, infraestrutura e demais itens. Entretanto, apesar do valor de investimento não ser tão baixo, o retorno é rápido e a tendência de crescimento neste setor é muito grande.

Por isso, não deixe essa oportunidade passar. Se você busca empreender no setor pet e gosta de serviços personalizados, essa é a sua chance. Leia mais conteúdos a respeito do mercado no blog da Pet Shop Control (http://www.petshopcontrol.com.br/blog). Lá você encontra diversas informações importantes para otimizar o seu negócio.

Website: http://www.petshopcontrol.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.