Por que as pessoas não usam um botijão de gás reserva em casa e acabam tendo que comprar o gás de cozinha correndo?

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

11 de janeiro de 2017 | 16h06

Rio de janeiro, São Paulo, BH , Curitiba, Florianópolis--(DINO - 11 jan, 2017) - Será que todas as residências possuem um botijão reserva do gás de cozinha? E as que possuem, por que é que deixam para comprar em cima da hora? Essa é a principal pergunta feita pelos revendedores de gás de cozinha no Brasil.

Normalmente um botijão de gás para uma família de 4 pessoas dura por 30 dias e mesmo sabendo disso várias famílias só compram quando o gás acaba.

Devido o alto custo para comprar um botijão de gás reserva ou espaço para armazenamento devem ser os principais motivos para a compra emergencial. Hoje um botijão vazio pode chegar a custar R$ 200,00 e, além do espaço para armazenamento, há o medo do consumidor em armazená-lo. De acordo com o corpo de bombeiros para guardar o botijão de gás reserva é necessário que seja em local ventilado, para o caso do botijão está vazando, assim evitando o risco de explosões.

Com isso a compra feita às pressas acarreta em alguns problemas:

- O gás acabar tarde da noite e logo num momento de necessidade.

- Dependendo que esteja fazendo pode perder a qualidade da comida ou até ter que refazer tudo.

- Acabar tendo que comprar num revendedor que não seja de sua preferência.

- Não há tempo hábil para pesquisar o melhor preço do gás.

Então, não ter um botijão de gás reserva é perda de tempo e dinheiro e um transtorno ter que comprar correndo. Com isso é indicado que toda residência tenha seu botijão reserva, e sempre cheio é claro. Dica: Assim que o seu gás acabar e você trocar pelo botijão reserva, compre logo outro para encher o reserva e você evitará todos esses problemas.

Website: http://www.precodogas.com.br

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.