Por que os EUA querem tanto repatriar o capital de suas gigantes?

São Paulo, SP--(DINO - 23 fev, 2017) - Não é nenhuma surpresa que empresas americanas detenham grandes quantidades de recursos fora dos Estados Unidos. Lá, o imposto de renda para empresas é de 35%, a taxa mais alta do mundo industrializado.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

23 de fevereiro de 2017 | 11h06

Os EUA também tributam suas corporações sobre o total dos lucros auferidos em todas as suas subsidiárias ao redor do mundo, ao contrário da maioria dos países desenvolvidos que opta pelos tributos territoriais.

No entanto, qualquer renda obtida fora dos EUA não está sujeita à alíquota de 35% até que seja repatriada. Desta forma, as corporações americanas retêm o máximo possível de lucros fora do País pelo maior tempo que conseguirem.

Uma anistia de repatriação, denominada de Repatriation Holiday, permitirá que as empresas internalizem todos os seus lucros no exterior, pagando uma única taxa de imposto especial. O objetivo é que os recursos repatriados possam estimular a economia e criar empregos, como foi feito em 2004, no American Jobs Creation Act, e que se tornou um grande sucesso.

No cenário atual ? Donald Trump como presidente e congresso pró-republicano -, as possibilidades são bem maiores. Trump sugeriu uma taxa única de 10%, que será revista pelo congresso, com certeza, de forma otimista.

QUAL É A MAGNITUDE DE CAPITAL EXISTENTE FORA DOS EUA?

De acordo com Citizens for Tax Justice (CTJ), um think tank sediado em Washington, DC, as multinacionais norte-americanas aumentaram muito a quantia de recursos mantidos no exterior.

O banco Goldman Sachs estima que o total dos lucros não tributados, permanentemente reinvestidos no exterior, atingiu aproximadamente US$2,6 trilhões ao final do segundo trimestre de 2016. O que nos leva crer que uma possível anistia de lucros poderia ser significativa.

QUAIS OS SEGMENTOS TÊM MAIS DINHEIRO EM OFFSHORE DO QUE ONSHORE?

Com modelos de negócios predominantemente internacionais, os setores de saúde, indústria e tecnologia, em comparação aos demais, mantêm um caixa fora maior ao que há internalizado, como mostra a matéria a seguir http://fortune.com/2017/01/23/tech-pharma-best-stocks-trump-cash-america/

A ANISTIA REALMENTE FARÁ BEM PARA A ECONOMIA DOS ESTADOS UNIDOS?

Muitos argumentam que a anistia é apenas um presente às corporações, enriquecendo seus acionistas, sem gerar qualquer estímulo à economia. Embora a última anistia de 2004 ter sido usada predominantemente para este fato, seria ingênuo acreditar que tal recurso simplesmente tenha desaparecido do mercado. Os fundos repatriados são de certa forma reinjetados no sistema, mesmo que indiretamente.

Posto isto, faria sentido reformar o sistema tributário norte-americano, de modo que haja ainda mais incentivos para repatriar recursos offshore e a investi-los no mercado doméstico, objetivando, assim, mudar o atual mindset de deixar o capital fora, à espera do próximo Repatriation Holiday.

QUAIS EMPRESAS PRECISARÃO SER ACOMPANHADAS DE PERTO APÓS A REPATRIAÇÃO AMERICANA?

Apesar de não podermos afirmar que a anistia trará resultados positivos para a economia, ela certamente será benéfica para os acionistas de empresas que podem repatriar seu capital. Em 2017, caso Trump consiga cumprir seu compromisso de campanha, acreditamos que as ações das seguintes empresas têm grandes chances de apreciação: Apple, Microsoft, Oracle, QUALCOMM, Cisco System, HP, Citigroup e Amgen.

Notícias relacionadas

Os verdadeiros vencedores da repatriação de Trump

https://www.thestreet.com/story/13958488/1/apple-microsoft-biggest-winners-if-trump-grants-500-billion-tax-holiday.html

Porque fazer repatriação pode significar mais M&A para a Cisco Systems?

http://business.financialpost.com/investing/trading-desk/why-an-overseas-cash-tax-holiday-from-donald-trump-could-mean-more-ma-for-cisco-systems-inc?__lsa=8b7f-5cbc

Porque Tim Cook acha que repatriação será boa para a América e também para a Apple http://appleinsider.com/articles/17/01/31/tim-cook-repatriation-of-231b-in-overseas-cash-would-be-very-good-for-the-country-and-good-for-apple

Website: http://www.brainvest.com/news

Mais conteúdo sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.