Principais objetivos da Medicina Preventiva em cães e gatos

São Paulo - SP--(DINO - 23 jan, 2017) -

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

23 de janeiro de 2017 | 09h56

Uma das primeiras coisas que devemos considerar na hora da adoção/nascimento do animal, é a manutenção de sua saúde e bem-estar. A medicina preventiva, como o nome já diz, existe para promover a prevenção de doenças, sejam elas em cães ou gatos. Nem todas as doenças podem ser prevenidas, porém, com a ajuda da prevenção, pode ser proporcionado maior bem-estar para o seu animal de estimação.

Os principais objetivos deste ato são realizar o rastreamento e tratamento antecipado de doenças possíveis associadas a espécie e a raça, proteção contra doenças infecciosas ou contagiosas e contra parasitas internos e externos, como também promover a redução de danos que podem ser causados por doenças mais graves.

Tal rastreamento e cuidado deve ser feito desde o momento de adoção/nascimento do animal, sendo acompanhado para o resto de sua vida. Seja quanto a nutrição, higiene oral, comportamento ou reprodução de cada fase de sua vida, em qualquer idade.

É aconselhável ter um veterinário de confiança que o acompanhe e saiba seu histórico de doenças por toda sua vida e que dê dicas de prevenção através de rotinas da casa, alimentação, escovação, vacinação, prevenção de obesidade, banhos, vermifugação, atividade física, exames, educação, comportamento, nutrição etc., pois a prevenção não é feita apenas através de medicamentos.

Existem diferentes tipos de vacinas que podem ajudar seu animal em busca da prevenção: Elas podem ser víricas (vírus), bacterianas (bactérias), fúngicas ou para protozoários, dependendo do agente que se quer neutralizar. Outra forma que é bastante usado, é o uso de remédios vermicidas. Consulte seu veterinário a respeito do tempo adequado de frequência de vacinação e vermifugação.

Website: http://hospitalveterinariosaude.com.br/servicos/medica-preventiva-de-caes-e-gatos/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.