Projeto Gentileza: estudantes adotam instituições sociais

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

20 de dezembro de 2016 | 11h53

Niterói-RJ--(DINO - 20 dez, 2016) - Amor educativo, solidariedade, respeito. Esses são alguns dos valores aprofundados no Projeto Gentileza, desenvolvido com a 1ª série do ensino médio do Colégio Salesiano Santa Rosa, unidade da RSB-Escolas em Niterói-RJ. A iniciativa contou com a "adoção" e ação junto a várias instituições beneficentes como asilos e creches comunitárias, entre outras. De acordo com o professor de Ensino Religioso, Marcelo Musulão, idealizador e promotor do projeto, cada grupo adotou uma instituição (Projeto Social), na qual realizaram visitas mensais. A cada visita, os alunos produziram um relatório em que acrescentaram fotografias, comentários e pareceres das pessoas envolvidas no projeto.

O projeto é desenvolvido ao longo de todo o ano letivo e incentiva os educandos a reconhecer os valores que permeiam a nossa sociedade ? cortesia, colaboração, solidariedade, compreensão e valorização de regras do convívio social. "O nosso projeto Gentileza foi realizado na Casa Convívio, das Irmãs Salesianas. Ele consiste em um trabalho no qual os alunos podem expandir seus horizontes e ver outras realidades. Para nós, o projeto foi muito legal e satisfatório. Antes de visitar a Casa Convívio, nós mantínhamos uma ideia muito errada a respeito das pessoas da terceira idade. Graças ao projeto, vimos que, na realidade, os idosos são alegres, cheios de vida e adoram companhia", declarou a estudante Beatriz Trindade.

"Além de desenvolver o protagonismo juvenil, a proposta auxilia o educando a construir os alicerces do pensamento e assim conquistar a sua autonomia ? que é essencial para a vida", complementa o educador Marcelo Musulão. Para muitos alunos, o projeto foi um divisor de águas em suas vidas. "Sentimos que antes éramos jovens inexperientes. Após a realização desse projeto, amadurecemos, vimos novas realidades, expandimos nossos horizontes e isso, mesmo que indiretamente, nos ajudou a ser pessoas melhores. Gostaríamos de agradecer ao professor por nos oferecer essa oportunidade. Nós recomendamos este trabalho para os próximos anos", comentou a aluna Ana Clara Dibo.

A recompensa do trabalho vem da alegria e da gratidão demonstradas pelo público atendido por essas instituições sociais. "Acredito que este projeto de vida é um sinal do amor de Deus aos nossos jovens salesianos. Que possam retribuir esse amor ao próximo", concluiu o professor Marcelo Musulão.

Texto: Bianca Piquet

Website: http://www.rse.org.br/rse-informa

Mais conteúdo sobre:
ReleasesDeus

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.