Recordes na Bovespa: bolsa brasileira ofereceu boas oportunidades a investidores em 2016

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

30 Dezembro 2016 | 13h27

São Paulo -SP--(DINO - 30 dez, 2016) - A principal Bolsa de Valores do Brasil continua mostrando sua força em 2016. Segundo pesquisa da Economatica, a Bovespa atingiu este ano sua maior média diária de valor negociado. Foram em média R$ 6,60 bilhões movimentados diariamente em 2016. O maior valor até então registrado ocorreu em 2013, quando a Bovespa negociou um valor médio de R$ 6,58 bilhões por dia.

Se convertido em dólares, o resultado indica leve crescimento este ano em relação a 2015. Em 2016, o volume financeiro médio diário em dólares somou US$ 1,91 bilhões. Todavia, o maior valor registrado em dólares pela Bolsa brasileira foi aferida em 2011, quando totalizou US$ 3,39 bilhões na média diária.

Entre os setores que mais colaboraram para esta evolução está o bancário, que em 2016 demonstrou volume financeiro médio de R$ 1,05 bilhões. Este valor significa um marco histórico para o ramo.

Além dos bancos, outros quatro setores também foram representativos: petróleo, gás e biocombustíveis; mineração; energia elétrica e siderurgia e metalurgia. Entre eles, as empresas vinculadas à geração de eletricidade também tiveram o maior volume já registrado na história, com média de quase R$ 420,7 milhões movimentados por dia.

Com relação às ações responsáveis por movimentar os maiores volumes financeiros na Bovespa, a Petrobras (PETR4 ) conquistou o posto mais alto em 2016 com quase R$ 625 bilhões. A ação da petroleira há três anos possui o maior volume financeiro médio ao dia. Em segundo lugar vêm as ações do Itaú Unibanco (ITUB4). A Vale (VALE5), por outro lado, perdeu espaço durante o período.

Das 20 ações mais negociadas em 2016 na Bolsa brasileira, quatro são do setor bancário e três de petróleo, gás e biocombustíveis. Sete dessas 20 ações atingiram seu maior valor histórico em 2016. Entre elas estão Bradesco (BBDC4), Ambev (ABEV3) e Banco do Brasil (BBAS3).

Ações em alta

Outra pesquisa da Economatica também mostrou as ações que se valorizaram acima de 100% em 2016, compilando dados até o dia 23 de dezembro. A amostragem considerou apenas as ações que apresentaram média de movimentação diária de R$ 1 milhão este ano.

Até o dia demarcado pelo estudo, foram 134 ações verificadas com volume financeiro diário que se encaixa no critério estabelecido previamente. Destas, 16 ações avançaram mais que 100% no período. O destaque ficou com a empresa Magazine Luiza, já que sua ação MGLU3 apresentou ganhos de 499,43%.

A mesma ação em 2015 chegou a ter queda de 70,46%. No acumulado de 31 de dezembro de 2014 ao dia 23 de dezembro de 2016, sua valorização está em cerca de 77%. Apenas este ano, a ação movimentou em média R$ 7,47 milhões diariamente.

Entre as ações com valorização superior a 100% este ano, cinco fazem parte do setor de siderurgia, sendo que a ação da Gerdau Metalúrgica (GOAU4) demonstrou a melhor performance do ramo, com alta de 176,23% até o dia 23 de dezembro de 2016. Em seguida estão as ações da Usiminas (USIM5) que subiram quase 160%.

No setor de energia elétrica, a Eletrobras (ELET6) se destaca com mais de 287% de valorização. Outras duas ações que, de acordo com o levantamento, também tiveram avanço de mais de 200% foram Sanepar (253,92%) e Viavarejo (213,54%).

Esses dados demonstram que, mesmo em tempos de desaceleração econômica, o Mercado Financeiro, e em especial a Bolsa de Valores , ofereceu a seus investidores excelentes oportunidades de realizar lucros. Em momentos de adversidade, saber onde investir se torna uma exigência para conseguir valorizar o capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.