Rede de ensino público de Itapema conquista 65% das vagas no seletivo do Instituto Federal Catarinense (IFC), em Camboriú

(DINO - 25 jan, 2017) - A volta às aulas é motivo de comemoração na cidade de Itapema, em Santa Catarina. É que das 245 vagas ofertadas pelo Instituto Federal Catarinense (IFC), em Camboriú, 160 foram conquistadas por alunos da rede pública de ensino de Itapema. Também são do município os primeiros lugares em três cursos: Informática, Agropecuária e Hospedagem, e o segundo colocado em Controle Ambiental. O IFC oferece estudo gratuito nos três anos do Ensino Médio e a disputa é entre 4 e 7 candidatos por vaga, dependendo do curso.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

25 de janeiro de 2017 | 14h50

Interessante observar que o índice de aprovação do município no IFC subiu gradativamente nos últimos anos: de 27 alunos, em 2013, para 46 em 2014, 87 em 2015, e 160 em 2016 ? significando a conquista do equivalente a 65% das vagas. "Este avanço nos resultados de aprovação deve-se ao comprometimento e responsabilidade dos alunos, professores e profissionais da Educação, da parceria com as famílias, formações e planejamentos regulares para os professores de todas as áreas do conhecimento, além do apoio da equipe do Sistema de Ensino Aprende Brasil, utilizado pelos jovens ao longo dos últimos três anos", explica a professora Silvana Terezinha da Silva Olbrisch, que até dezembro respondia pela secretaria de Educação do município.

Segundo ela, por meio do Sistema de Ensino Aprende Brasil, os alunos foram estimulados a desenvolver um projeto de ensino próprio, além do visto em sala de aula. "Simulados e avaliações específicas por bimestre e trimestre exigiram muito mais comprometimento destes jovens que agora entram no ensino técnico federal", argumenta. O Instituto Federal Catarinense possui atualmente 15 campi, distribuídos nas cidades de Abelardo Luz, Araquari, Blumenau, Brusque, Camboriú, Concórdia, Fraiburgo, Ibirama, Luzerna, Rio do Sul, Santa Rosa do Sul, São Bento do Sul, São Francisco do Sul, Sombrio e Videira, além de uma Unidade Urbana em Rio do Sul e da Reitoria instalada na cidade de Blumenau. Sua proposta é, a partir de uma gestão democrática, aproximar o diálogo com a realidade local e regional na busca de soluções, em especial aquelas relacionadas com a educação profissional, reafirmando o compromisso da oferta de educação pública e gratuita de qualidade em todos os níveis e modalidades para os catarinenses.

As aulas iniciam no dia 06 de fevereiro e todos os cursos integrados ao Ensino Médio, do câmpus Camboriú, têm duração de 3 anos.

Sobre o Aprende Brasil: é um sistema de ensino completo, dinâmico e moderno. Oferece um conjunto de soluções para a rede de ensino pública - que contempla material didático, o Portal Aprende Brasil, assessoria pedagógica aos professores e uma coordenação pedagógica regional - que auxilia os gestores educacionais no processo de implementação do sistema na região, oferece atendimento às demandas educacionais específicas da localidade, orienta e participa de reuniões com coordenadores e diretores das escolas, além da comunidade escolar. O material vem com capa personalizada para cada município e os livros são integrados, apresentando conteúdos e atividades de todas as áreas do conhecimento. O Portal possui home page personalizada para cada cidade e está disponível para alunos e professores, com links específicos que se integram ao livro didático. Já a assessoria pedagógica atende aos docentes por meio de cursos presenciais e à distância, utilizando de estratégicas como webconferências, webatendimentos e e-mails. O sistema possui dois métodos de avaliação: o Hábile (Sistema de Avaliação Positivo) e o SIMEB (Sistema de Monitoramento Educacional do Brasil). Está presente em mais de 2 mil escolas públicas, fazendo a diferença na vida de mais de 330 mil alunos de cerca de 220 municípios brasileiros.

Sobre a Editora Positivo: fundada há 37 anos, a Editora Positivo tem a missão de construir um mundo melhor por meio da educação. Tendo as boas práticas de ensino como seu DNA, a Editora especializou-se ao longo dos anos e tornou-se referência no segmento educacional, desenvolvendo livros didáticos, literatura infantil e juvenil, sistemas de ensino e dicionários. A Editora Positivo está presente em milhares de escolas públicas e particulares com os seus sistemas de ensino. Amplamente recomendados pela área pedagógica e reconhecidos pelos seus resultados, os sistemas foram criados de modo a atender a realidade de cada unidade escolar. Para a rede pública a editora disponibiliza o Sistema de Ensino Aprende Brasil. Já as escolas particulares contam com o Sistema Positivo de Ensino e com o Conquista. Cerca de 2 milhões de alunos utilizam os sistemas de ensino da Editora Positivo, em escolas públicas e particulares, no Brasil e no Japão.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.