Região Sudeste apresenta crescimento nas atividades econômicas nos últimos trimestres ? com Marcio Alaor

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

15 Dezembro 2016 | 10h38

São Paulo--(DINO - 15 dez, 2016) - O boletim regional do Banco Central (BC), divulgado no último dia dois do mês de dezembro em Salvador, trouxe boas notícias para a economia da região Sudeste. As atividades econômicas subiram 0,5% no trimestre que inclui os meses de junho, julho e agosto. O vice-presidente do Banco BMG, Marcio Alaor, noticia que o índice é bastante positivo em comparação aos três meses que foram finalizados em maio - quando o avanço percebido foi de 0,3%.

Mesmo com a recente e moderada reação da economia observada no Sudeste, o Banco Central, contudo, afirma que, os resultados fiscais ainda são consequências dos impactos da retração da atividade nos últimos dois anos. O executivo Marcio Alaor reporta uma pontuação feita pelo BC sobre o assunto - "No primeiro semestre do ano, os superávits das capitais e dos governos estaduais recuaram 48,3% e 25,7%, respectivamente, em relação a igual período de 2015, e o resultado consolidado dos demais municípios reverteu de superávit para déficit". A instituição ainda aponta que "a economia do Sudeste, favorecida pela recuperação modesta da produção industrial, apresentou acomodação na margem, interrompendo o cenário de contração registrado até meados deste ano". No entanto, ainda segundo o Banco Central "a consolidação de uma trajetória consistente e prolongada de recuperação da atividade econômica da região dependerá, em boa medida, da continuidade da melhora das expectativas dos agentes econômicos e da gradual reação dos demais condicionantes da demanda, em particular dos mercados de trabalho e crédito."

Nas outras regiões

Assim como a região Sudeste, a região Norte também apresentou crescimento nas atividades econômicas. No três meses até agosto, o aumento foi de 1,0%, ante o trimestre que acabou em maio, quando avançado foi de 1,1%. Marcio Alaor cita que o boletim do BC para a região foi de que "a atividade econômica no Norte apresenta sinais de retomada gradual, após retração ocorrida ao longo de 2015". E que "o avanço das atividades industriais, tanto extrativa quanto de transformação, favorecido pelo ambiente externo mais benigno para economias emergentes e pela recuperação da confiança do empresariado do setor contribuem para essa evolução na margem".

Por outro lado, destaca o empresário Marcio Alaor, as regiões Sul e Nordeste tiveram queda nas atividades econômicas. A primeira caiu 1,1% no trimestre até agosto, em comparação ao trimestre finalizado em maio, onde havia apresentado uma subida 1,5%. Já a situação do Nordeste é mais preocupante, tendo em vista que a região apresentou queda nos dois trimestres analisados, aponta Marcio Alaor - no trimestre até agosto caiu 1,0%, ante o trimestre que acabou em maio, quando havia recuado 1,5%.

Para o Sul o Banco Central divulgou que "considerado o trimestre encerrado em agosto, houve estabilidade no ritmo de recuo nas atividades comércio e serviços, e alguma retomada na indústria, em cenário de elevação dos níveis de confiança dos empresários". E para o Nordeste a instituição disse que "a retração da economia persiste no terceiro trimestre do ano, repercutindo, principalmente, a continuidade do desempenho desfavorável do comércio, da agricultura e da construção civil".

Website: https://marcioalaorbmg.com/

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.