Sabrina Brivarez e seus sonhos na área da gastronomia

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

14 de março de 2017 | 14h16

Brasília, DF--(DINO - 14 mar, 2017) - Conhecemos Sabrina Brivarez através do sommelier Olinaldo Oliveira e ela participou do projeto Jantares Especiais Castas & Vinhos Cultura Alternativa. Nesta entrevista exclusiva ela fala sobre sua relação com a gastronomia.

Sabrina, fale um pouco da sua formação.

Sou formada em Gastronomia pela Universidade IESB, na qual também fiz um curso técnico. Eu tive a necessidade de conhecer mais o mercado, então fiz um curso de aperfeiçoamento no SENAC, onde participei de eventos em São Paulo e em Brasília, sendo apoio de Chefs da Áustria e da Turquia

Qual a sua visão sobre gastronomia, o que você pretende nesta área, qual sua concepção e se tem alguma pretensão de inovar?

Gastronomia não é só cozinhar, mas também é trabalhar com técnicas, ingredientes, texturas, contexto e história. Eu acredito que seja uma ciência que envolve a arte, a necessidade de conhecer as técnicas e saber apresentá-las. Esta área exige que tenha um grande conhecimento e boa qualidade, com isso pretendo aumentar meu conhecimento com um curso de nutrição e também entregar para as pessoas dessa região a qualidade que está, também, com o produtor local, sem adição de agrotóxicos e com alimentos frescos. Dessa forma, estou abrindo uma microempresa voltada em produção de alimento caseiro.

Você é uma chef ou uma cozinheira, qual a diferença entre estas definições?

Sou uma cozinheira, essa é a minha profissão. O chef de cozinha é responsável por uma brigada, sua responsabilidade não é só organizar a cozinha, ele também trabalha na parte administrativa. Existem chefs que nem pisa na cozinha. Apesar de tudo, nessa profissão o prazer está nas mãos do cozinheiro. Mas, para chegar a ser chef, tem que trabalhar muito e conquistar espaço em uma cozinha profissional, ser um bom cozinheiro.

Como foi participar do projeto Jantares Especiais Castas & Vinhos Cultura Alternativa?

Foi muito bom, o público é muito alternativo e a busca de novos sabores e de novas sensações foi o que me surpreendeu. A busca de conhecer novos cozinheiros na região renova mais ainda a gastronomia de Brasília. O trabalho foi ótimo e com a presença do meu pai como ajudante, Anderson Decave, realizei com êxito. Agradeço desde já pelo apoio e pela oportunidade.

Hoje a internet é tudo na divulgação de um profissional. Onde podemos encontrar seu trabalho? Sites, páginas do Facebook, e etc?

As páginas que mais uso é a do Facebook: https://www.facebook.com/saa.brivarez e o Instagram: https://www.instagram.com/sabrina_brivarez/.

Quais os chefs ou cozinheiros que você admira e o que você acha de programas televisivos como Master chef?

Admiro muitos os chefs que trabalham com ingredientes locais e têm projetos para introduzir uma alimentação mais saudável e saborosa, como por exemplo Alex Atala e a Roberta Sudbrack. Mas, por ter uma família formada por artistas plásticos, os chefs que introduzem um conceito artístico em seus pratos são o que eu mais gosto, para mim o sabor vem quando o prato aciona os sentidos. Chefs como o italiano Massimo Bottura ou o chef espanhol Ferran Adrià são os que mais se destacam nesse contexto, pois um apresenta o tradicional de uma forma contemporânea e o outro adiciona a ciência dentro da cozinha.

Já os programas variam bastante, Master chef é mais uma disputa, gosto mais de séries que mostram o mercado e os chefs pelo mundo, como o Chef's Table do Netflix, para quem quiser saber mais sobre a gastronomia pelo mundo, fica a dica.

Agradecemos pela entrevista exclusiva de Sabrina Brivarez.

Anand Rao

Editor do Cultura Alternativa

www.culturaalternativa.com.br

Website: http://www.culturaalternativa.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.