Segundo dados, mais de 13 mil micro e pequenas empresas comercializam produtos usados

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 11h46

São Paulo - SP--(DINO - 23 fev, 2017) - Longe de serem produtos velhos ou fora de moda, os itens disponíveis nos brechós que existem hoje em dia, são peças impecáveis e muitas vezes de grifes famosas. Se antigamente as lojas que comercializavam produtos usados eram conhecidas pelo visual sem capricho, hoje os brechós investem na ambientação do espaço, comunicação visual e marketing.Além da mudança no conceito dos brechós, o brasileiro também perdeu o preconceito de comprar itens usados, e tem procurado cada vez mais opções de consumo sustentável. Esse cenário contribuiu para o crescimento do mercado. Em janeiro de 2013, os dados do SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), mostravam que 10,8 mil micro e pequenas empresas comercializavam produtos usados. No ano de 2015, esse número aumentou para 13,2 mil negócios, o que representa um crescimento de 22,2%. A atual crise econômica que o País enfrenta, também é um fator que contribui ainda mais com o crescimento do mercado, quando as pessoas buscam produtos mais baratos diante do aumento de endividamento, inflação e desemprego.E se os brechós de rua são uma opção de economia em meio à crise, e ao mesmo tempo uma oportunidade para comprar itens de qualidade a preços justos, os brechós online não ficam atrás. A tendência é que os brechós online de artigos de luxo cresçam e ganhem ainda mais espaço em 2017. Parte desse crescimento deve-se ao aumento da população latino-americana com acesso à internet. Segundo dados da Nielsen, essa população aumentou 57% nos últimos anos e a categoria mais comum de compra online é moda, que equivale a 44% do mercado latino de compras online. E isso inclui as peças second hand tanto adultas quanto infantis.Os brechós infantis também ganharam espaço na internet, já que os bebês e as crianças nos primeiros anos de vida crescem rápido. Muitas vezes, parte do enxoval não são utilizadas. O segmento infantil é especialmente significativo para o mercado, uma vez que as crianças perdem muitas roupas, e na maioria dos casos, roupas que foram usadas pouquíssimas vezes. Os brechós online para o público infantil contam com peças incríveis, com preços abaixo do que é comercializado em lojas tradicionais, além de renderem bons garimpos.As vendas no ramo da moda sustentável têm se mantido em alta. Os brechós online se destacam por ser uma maneira de comprar itens de qualidade por preços abaixo da média, sem contar as peças de grife e roupas retrô. Não há dúvidas de que o mercado de brechós de luxo ganhou seu espaço e reconhecimento. A cada dia o setor cresce no País, tornando-se uma forte tendência neste ano, em ambientes físicos e principalmente em plataformas online. Como é o caso da boutique online We Love Webshops, que atua em parceria com alguns brechós de luxo online, além de centenas de outros produtos que variam entre marcas de moda feminina, masculina, decoração, alimentação fit e viagens. Certamente o mercado dos brechós online é um setor crescente com sucesso garantido.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.