Segundo estimativa, mais de 25 mi de homens sofrerão algum grau de calvície

São Paulo - SP--(DINO - 30 jan, 2017) - De acordo com a estimativa feita pela Associação Brasileira de Cirurgia de Restauração Capilar, 25 milhões de homens sofrerão com algum grau de calvície, mas os tratamentos propostos pelos médicos tricologistas prometem dar toda a assistência que esses futuros pacientes podem precisar.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

30 de janeiro de 2017 | 10h40

A calvície é uma doença que afeta em algum grau cerca de 50% dos homens entre 40 e 50 anos, e de 10% a 20% das mulheres na mesma idade. Na calvície masculina, a perda dos cabelos quase sempre ocorre na parte superior e frontal da cabeça. Na calvície feminina, a queda se concentra na parte superior e na coroa da cabeça. A perda dos fios de cabelos no sexo feminino costuma aparecer na parte central, e se espalha sem afetar a linha frontal.

O tratamento para calvície geralmente é conduzido por um médico tricologista, responsável por tratar os problemas capilares dessa natureza. O primeiro sintoma de calvície é a queda excessiva dos fios, o comum é cair cerca de 100 fios por dia, mas quando se nota um volume grande de cabelos na fronha do travesseiro, teclado do computador, escova e na hora de lavar os fios, aconselha-se procurar um especialista em tricologia para realizar uma avaliação do couro cabeludo.

Tricologia é a área da medicina e ciência responsável pelos estudos de pelos e cabelos do corpo, assim como problemas relacionados a eles. A principal função do tricologista é solucionar os principais problemas capilares dos pacientes. A tricologia cuida da saúde e da área estética do cabelo e do couro cabeludo.

Para identificar a causa da queda dos fios em grande quantidade, o médico especializado em tricologia faz uma microscopia eletrônica do bulbo capilar com um aparelho que aumenta em oito mil vezes o fio e o couro cabeludo. Com o exame, é possível obter um diagnóstico preciso e verificar o estágio da queda para indicar um tratamento específico.

Após o diagnóstico correto feito por um médico especialista em Tricologia, é possível indicar tratamentos clínicos com soluções, medicamentos orais ou injetáveis, tratamentos minimamente invasivos e até o transplante capilar. Dentre os tratamentos menos invasivos, o tricologista pode indicar o microagulhamento, aplicação de lasers e injeção de medicamentos diretamente na pele do couro cabeludo.

O tratamento prescrito pelo especialista em tricologia é elaborado de forma individual, direcionada e dinâmica. Além disso, nas consultas de reavaliação o médico acompanha a evolução do crescimento dos cabelos e o aumento da densidade dos fios.

Alguns consultórios médicos, além do médico dermatologista especialista em calvície, também atuam com o profissional de Tricologia BH na equipe. O consultório do Dr. Otávio Boaventura, médico especialista em transplante capilar, localizado em Belo Horizonte é um dos consultórios que contam com o tricologista no quadro de especialistas.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.