Segundo estudo, 72,7% dos brasileiros afirmam que intercâmbio gera oportunidades

São Paulo - SP--(DINO - 20 fev, 2017) - Em um estudo realizado pela Federação Experimento, apontou que 72,7% dos brasileiros que fizeram intercâmbio, acreditam que a experiência os influenciou na busca por novas oportunidades de estudo no exterior.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

20 de fevereiro de 2017 | 16h04

A pesquisa revela que 59,1% dos brasileiros intercambistas, disseram que a fluência em outro idioma foi um fator importante para conquistar um trabalho. Vale ressaltar, que o histórico de estudo em instituições renomadas, bem como investir em áreas pouco exploradas no Brasil, fizeram a diferença na disputa por uma vaga.

De fato, as oportunidades para residir fora do País, podem começar desde cedo. Existem programas específicos de High School, onde adolescentes de 14 a 18 anos, podem ter oportunidade para a conclusão de Ensino Médio num outro País. De acordo com especialistas, este pode ser um fator decisivo para o ingresso numa universidade estrangeira, por exemplo.

A imersão cultural também costuma ser bastante valorizada por recrutadores, defendem especialistas. Conhecer cidades diferentes, bem como, adaptar-se a costumes variados, também pode indicar a capacidade do candidato de conviver bem, mesmo em situações diversas.

Já no quesito destinos, os brasileiros possuem opções diversificados. No entanto, um dos destinos que mais se destacam é a Irlanda, que permite que o aluno trabalhe enquanto estuda, além de contar com valores mais baixos que outros Países europeus.

Por que brasileiros escolhem a Irlanda?

Na visão de estudantes, a Irlanda destaca-se como um bom destino de intercâmbio no exterior, um dos motivos é por oferecer cursos mais acessíveis. Além disso, a duração desses estudos pode variar.

O idioma oficial do País é o inglês, e as escolas geralmente seguem o padrão britânico de ensino. Segundo dados relativos a 2016, existem aproximadamente 1 mil estudantes brasileiros na Irlanda ? a maioria concentrada em Dublin, a capital.

Porém, de acordo com viajantes experientes, existem opções em cidades do interior para uma experiência mais completa com a língua, em locais como Limerick, Galway, Dun Laoghaire e Cork.

Conforme citado anteriormente, outro ponto que atrai os brasileiros é a possibilidade de trabalhar com o visto de estudante. De acordo com o portal e-Dublin, o intercambista que possui o visto Stamp 2 (válido por 8 meses), que tem a permissão para trabalhar em vagas de meio período (20 horas semanais), e nos meses oficiais de férias do País (maio a agosto e dezembro) podem trabalhar em período integral (40 horas semanais).

O portal e-Dublin foi eleito o melhor blog de Intercâmbio do mundo, por voto popular nos anos de 2010, 2012 e 2015. Os idealizadores afirmam que o intuito inicial do site era dar dicas rápidas para quem estava na mesma situação que eles, fazendo intercâmbio em Dublin, Irlanda.

"Com o passar do tempo, as ideias, textos e layouts do site evoluíram, e levaram o e-Dublin a ser referência absoluta para brasileiros ainda em fase de decisão sobre a Irlanda", afirmam os criadores no portal, Eduardo Giansante e Homero Carmona.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.