Solução da Furukawa dá suporte à operação do Planeta Azul da Braspress

(DINO - 15 fev, 2017) - Com a inauguração de sua nova sede, instalada em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo, a Braspress colocou em operação um dos mais avançados centros tecnológicos de distribuição da América Latina e do Hemisfério Sul. O complexo, conhecido como Planeta Azul, é considerado o maior hub logístico do Brasil - são 230 mil m² de área total, dos quais 90 mil m² construídos - e abriga, além do edifício sede e da filial São Paulo, áreas de manutenção e conservação de frotas, de apoio e serviços (restaurante, hotel e alojamentos), divisões rodo-aérea e internacional e, ainda, um novo SORTER - Sistema Automatizado de Distribuição de Encomendas, com 6.400 metros de extensão e capacidade para tratar 15 mil volumes por hora.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

15 de fevereiro de 2017 | 17h31

Para dar suporte a essa operação gigantesca, a Braspress construiu um novo data center e buscou as tecnologias mais modernas e inovadoras disponíveis no mundo. Entre elas, destacam-se a infraestrutura de rede de comunicação totalmente óptica - solução Laserway Furukawa -, baseada em tecnologia GPON (Gigabit Passive Optical Network).

"Essa é uma inovação no setor logístico! Não existe no Brasil nenhum site nesse segmento com uma rede toda baseada em GPON, que é uma tecnologia de ponta", afirma Carina Prates, gerente de TI da Braspress. Ela destaca que a rede e o novo data center foram projetados para suportar a operação crítica desse terminal de cargas, bem como seu alto volume de tráfego de dados. São 202 câmeras de monitoramento distribuídas por todo o site e cerca de 1.200 pontos de rede suportando as mais diversas aplicações - telefonia IP, controle de acesso, relógio de ponto, TV corporativa, coleta de dados e automação da operação (Wi-Fi corporativo).

"Todas essas aplicações passam pela infraestrutura de rede IP, que está conectada à solução Laserway", explica Wilson Hirai, diretor da Jyoho, empresa parceira da Furukawa responsável pela instalação da infraestrutura de TI e comunicação da nova sede da Braspress. Ele conta que um dos principais motivos que levou à recomendação do uso da solução Laserway no Planeta Azul foi o número expressivo de câmeras CFTV IP lá instaladas - e o alto tráfego de imagens a ser gerado por elas. "Do ponto de vista técnico, uma rede Ethernet convencional não teria condições de suportar esse tráfego elevado. Mas a solução Laserway suporta", justifica.

Com uma infraestrutura de redes baseada em fibras ópticas monomodo, com capacidade de transmissão de até 101 Tb/s, a solução Laserway foi desenvolvida para atender às necessidades das novas redes convergentes, permitindo que a mesma estrutura possa suportar múltiplos tipos de serviços. Sua implantação elimina a necessidade de switches de rede de acesso e de distribuição - que normalmente requerem sistemas de ar condicionado e salas técnicas especiais.

Esses fatores também pesaram na decisão da Braspress de adotar a solução da Furukawa. "Ela permite ter uma infraestrutura limpa, com capacidade de sustentação e com ganhos visíveis nos custos de operação e manutenção da rede", enfatiza Carina Prates. "A grande vantagem é estar com uma tecnologia atualizada, de ponta, e preparada para crescer nos próximos anos", conclui.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.