Sutiã sob medida garante conforto, saúde e beleza para os seios.

Porto Alegre, RS--(DINO - 09 fev, 2017) - Esse problema é mais comum do que se imagina. Pesquisas apontam que cerca de 80% das mulheres vestem sutiãs no tamanho inadequado, que torna o uso da peça extremante desconfortável, mas não só isso, pode também causar problemas de saúde. "Mais do que uma questão de estética, escolher o sutiã correto é essencial para saúde e conforto. Muitas vezes as mulheres acabam optando por um sutiã menor que o seu corpo com a intenção de salientar o busto, no entanto acabam deixando os seios desprotegidos e sem a sustentação necessária. Um sutiã adequado melhora a postura, previne a dor nas costas", explica a consultora de moda íntima da Elegance Vanessa Garroni.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

09 de fevereiro de 2017 | 18h30

O sutiã mal ajustado ao corpo, principalmente para as mulheres que tem seios grandes, pode causar problemas na coluna, erupções cutâneas, tendinites, dor de cabeça, entre outros. De acordo com a Dra. Giovana Haeser, médica e cirurgiã plástica, isso ocorre porque a medida do tórax (das costas) em muitas mulheres não é proporcional ao volume dos seios, onde ficam as copas e bojos, e o uso do tamanho errado acaba causando desajuste no corpo. "O uso inadequado do sutiã pode causar alergias, comprimir as mamas e até causar dores na coluna, porque a peça comprimida faz com que a mulher se curve para frente, sem perceber, assim, a má postura tem efeitos colaterais, ou seja, a mulher pode sentir dores de cabeça e fadiga", destaca.

A melhor solução: o sutiã sob medida

A melhor alternativa, no entanto, é investir no sutiã sob medida. A solução que foi importada para o Brasil na década de 90 por algumas marcas, ainda é uma novidade no mercado. Uma das pioneiras no Brasil a produzir em padronagem internacional foi a marca gaúcha de lingeries Elegance. Desde 1993, vem desenvolvendo conhecimento técnico e confeccionando sutiãs sob medida que atendam às necessidades dos mais diferentes biotipos de mulheres. Atualmente, é a marca que apresenta a maior flexibilidade no cruzamento dos tamanhos, são 20 combinações possíveis entre tórax e bojo, cinco opções de cores e oito modelos de sutiãs, sendo dois em tecido liso e seis em renda.

Como funciona?

A padronagem destes sutiãs segue o modelo internacional de medidas, que oferece tamanhos diferentes para vestir os seios e o tórax. Este padrão de medidas especial para os seios é chamado de copas, que corresponde ao tamanho que a mulher irá vestir no seu seio, sendo representado pelas letras: B, C, D e até DD. O tamanho de copas é combinado com o tamanho de sutiã que a mulher veste, representado pelos números: 42, 44, 46, 48, 50 que corresponde ao tamanho de seu tórax. Desta forma é possível encontrar o sutiã sob medida para cada tipo de corpo, combinando o tamanho de todas as copas (que corresponde aos seios) com todos os tamanhos de tórax. A Elegance oferece um serviço diferenciado e personalizado em suas lojas, onde consultoras medem busto e tórax para determinar a medida do sutiã que deixará a mulher segura, confortável e bonita.

Elegance

Quem você quer ser hoje? Antenada, Romântica, Prática, Poderosa? Com a Elegance a mulher pode ser todas e quando quiser. Esse é o propósito da marca gaúcha, que há 24 anos apoia as mulheres em suas decisões e em todos os seus momentos de vida.

Especializada em moda íntima, em 2014, expandiu as suas operações por meio de franquias para todo o país, e já conta com quatro unidades, sendo uma própria e três franqueadas, prevendo ainda a abertura de 55 novas unidades franqueadas nos próximos cinco anos. Além disso, a marca conta com e-commerce www.elegance.com.br e pode ser encontrada fisicamente em mais de 600 pontos de venda espalhados pelo Brasil e pelo mundo (Estados Unidos, Chile, Colômbia, Argentina, Portugal, Japão e Nova Zelândia). Desde 2012, a empresa está instalada em um moderno parque industrial, localizado em Guaporé/RS, no qual produz em torno de 100 mil peças/mês.

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.