Tratamento a laser como principal solução para a incontinência urinária

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

13 de janeiro de 2017 | 15h35

13 de Janeiro de 2017, São Paulo - SP--(DINO - 13 jan, 2017) - Uma das condições clínicas mais temidas por homens e mulheres no processo de envelhecimento é o desenvolvimento do quadro conhecido como incontinência urinária. Ela se desenvolve devido à perda de tônus muscular na região pélvica, que dificulta a retenção da urina no ureter, resultando nos eventos de incontinência.

Apesar de ser um sintoma que pode ser manifestado por homens e mulheres, no sexo feminino essa é uma condição ainda mais comum, visto que pelo menos 17% das mulheres na vida adulta podem apresentar episódios de incontinência, valor que pode chegar a até 46% na faixa de 80 anos.

A incontinência urinária é uma situação clínica que, apesar de não oferecer grandes riscos para a saúde dos pacientes, pode resultar em uma grande perda de qualidade de vida dos mesmos, visto que, por vergonha e desconforto, muitos se distanciam do convívio social e até mesmo evitam estimular a sua vida sexual.

Por esse motivo, a condição é sempre tratada com muita cautela na medicina, com o intuito de ajudar esses pacientes a recuperar a qualidade de vida que tinham antes de iniciar a manifestação desses sintomas.

O uso de aplicações de Botox na bexiga desses pacientes já é um dos tratamentos aprovados e bastante utilizados no controle dos sintomas relacionados com a incontinência urinária, entretanto, não apresentava resultados satisfatórios a longo prazo, aumentando a insatisfação dos indivíduos que sofriam com a condição. O Laser, portanto, surgiu como uma proposta revolucionária nesse mercado da medicina, propondo melhorar não somente o controle dos sintomas da incontinência nos pacientes, assim como sua recuperação após a aplicação da técnica e resultados a longo prazo.

A aplicação de laser para tratamento da incontinência urinária é realizada da mesma maneira como ele é aplicado nos tecidos do rosto e do corpo. Evitando o possível desconforto relacionado com um procedimento cirúrgico ou aplicação do Botox, o tratamento a laser é feito somente com a ajuda de anestésicos tópicos, com uma duração de 15 a 20 minutos por sessão. A internação pós procedimento se torna desnecessária, assim como no período anterior ao tratamento, visto que a aplicação pode ser feita em clínicas e ambulatórios especializados.

A resposta do tecido da bexiga ao laser é de recuperação do tônus muscular local, melhorando não somente o controle da urina na região, como também a vida sexual das pacientes do sexo feminino, visto que recuperam a capacidade de contração na região da vagina.

Para que a aplicação do laser no tratamento da incontinência seja um sucesso, é preciso que o paciente seja avaliado por um médico urologista e tenha essa opção como uma indicação realizada por ele. Desta maneira, ele poderá orientá-lo sobre a melhor clínica ou ambulatório para a realização do tratamento.

O paciente que passa pelo procedimento deve evitar atividades físicas e caminhadas por 24 horas e não ter relações sexuais no período de 10 dias. Os primeiros resultados, entretanto, são observados a partir do 30º dia.

O uso do laser revolucionou a recuperação dos pacientes que apresentavam sintomas de incontinência urinária de difícil controle. A tendência é que sua indicação como tratamento para a condição, por profissionais da área, seja cada vez maior.

A Laser Escultura (http://laserescultura.com.br/) é uma clínica de cirurgia plástica que atua especificamente no ramo de procedimentos íntimos realizados em pacientes do sexo feminino.

Website: http://laserescultura.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
ReleasesSão PauloBotox

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.