Universidades estrangeiras parceiras da IBE-FGV são destaque em ranking de ganhadores do Prêmio Nobel

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

22 Dezembro 2016 | 14h36

Campinas, SP--(DINO - 22 dez, 2016) - Você já pensou em estudar na mesma universidade de um vencedor do Prêmio Nobel? Um ranking realizado pela revista britânica Times Higher Education apontou as faculdades que mais aparecem no currículo dos vencedores do prêmio, entre elas estão as Universidades de Stanford e Columbia, nos Estados Unidos, instituições parceiras da IBE-FGV.

Os profissionais que procuram diferenciação no currículo e uma chance de impulsionar a carreira com graduação em universidades estrangeiras, podem aproveitar as condições especiais para cursar os Módulos Internacionais da IBE-FGV.

O programa em Stanford está disponível para turmas de MBA. A universidade, localizada em Palo Alto, na Califórnia, é considerada umas das cinco universidades americanas de maior prestígio do mundo. É referência em tecnologia e negócios, além de ser conhecida como a universidade dos empreendedores, pois seus ex-alunos e professores fundaram grandes empresas que estão presentes na região, entre elas: HP, Google, Yahoo e Nike.

Já o módulo na universidade de Columbia é voltado para os presidentes, vice-presidentes, diretores-gerais e conselheiros de empresas do programa CEO FGV. A Columbia é a mais antiga instituição de ensino superior do estado de Nova Iorque, a quinta mais antiga dos Estados Unidos. Mais de 40 ganhadores do Prêmio Nobel estudaram na instituição, além de 29 chefes de estado e três presidentes dos Estados Unidos.

"Ter uma certificação internacional é importante não só tecnicamente, mas também porque demonstra disponibilidade de sair da zona de conforto para melhorar a qualificação. Significa que o profissional tem vivência em outra cultura e as empresas valorizam isto. Também traz para o profissional a possibilidade de ser reconhecido, financeiramente ou não, em outros países onde possa vir a atuar profissionalmente", afirma a professora doutora da IBE-FGV, Rita Ritz, especialista em Desenvolvimento Organizacional.

Para o presidente da IBE-FGV, Heliomar Quaresma, quanto mais qualificado estiver o profissional, menores são as chances de entrar para a estatística do desemprego, principalmente em tempos de recessão. "A única saída para o profissional é estar preparado desenvolvendo as habilidades inerentes e adquirindo, cada vez mais, ou reciclando conhecimento".

Conheça os módulos disponíveis para cada programa

Stanford ? para MBA Executivo Internacional (mediaX at Stanford University, EUA)

Miami ? para MBA Executivo Internacional (University of Miami, EUA)

Miami ? para Pós-Graduação (University of Miami, EUA)

Columbia ? para CEO FGV (Columbia University, Nova York, EUA)

INDEG-IUL ? para MBA Executivo Global (Instituto Universitário de Lisboa, Portugal)

IMD ? para CEO FGV (IMD Business School, Lausanne, Suíça)

Ohio ? para MBA Executivo Internacional (Ohio University, EUA)

Ohio ? para MBA Pleno Internacional (Ohio University, EUA)

Na aba consultor online do site www.ibe.edu.br podem ser obtidas mais informações. Se preferir, ligue para (19) 3739-6429 ou (11) 4583-8304 ou envie um e-mail para info@ibe.edu.br.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.