Uso de cobaias é desnecessário, afirma deputado

São Paulo--(DINO - 22 fev, 2017) - A Lei Federal de Crimes Ambientais (9.605/1998), em seu artigo 32, parágrafo 1º, estabelece ser crime a realização de procedimentos dolorosos ou cruéis em animais vivos, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos.

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

22 de fevereiro de 2017 | 16h16

Mesmo com tal regulamentação, algumas instituições de ensino tendem a utilizar cobaias em suas práticas educacionais. Para coibir essa prática, o deputado estadual Feliciano Filho (PSC-SP), autor do projeto de Lei 706/2012, que propõe a utilização de animais apenas em estudos observacionais em campo, na realização de exames clínicos que auxiliem o diagnóstico do paciente, e no uso de material biológico e cadáveres adquiridos eticamente, ressalta que, no mercado, existem diversos métodos substitutivos que dispensam o uso de cobaias.

"Dentre as novidades, destacam-se os bonecos realísticos para fins didáticos e os simuladores caninos, que permitem o treinamento de procedimentos como suturas, injeção venosa, cirurgias, raio X, entubação e estabilização espinhal. As incisões podem ser feitas através das camadas da pele e entre os anéis de traqueia" ? comenta o parlamentar.

Em São Paulo, dentre os profissionais que abominam o uso de cobaias, está uma moradora da cidade de Santos, a médica especializada em Ginecologia e Obstetrícia Maria Beatriz Galvão.

"Faço cirurgias tranquilamente graças a tudo que aprendi na residência médica, com pacientes humanos, sem ter frequentado nenhuma aula com animais. Nos dias em que as aulas eram com porcos eu nem entrava na sala. Ficava fora estudando pelos livros e suturando panos".

Ela relata que, oito anos atrás, quando se formou na Faculdade de Ciências Médicas de Santos (FCMS), não teve dificuldade de fazer o curso: "Não sofri pressão e os professores respeitavam minha posição. Hoje, vejo que as aulas com cobaias não me fizeram falta".

Pensando no bem-estar dos animais e no desejo de estudantes de diversas instituições que almejam abdicar do uso de cobaias, o deputado Feliciano disponibilizou em seu site um modelo de carta de Objeção de Consciência. O documento pode ser acessado no link: http://bit.ly/2kwUZC9.

Mais conteúdo sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.