Visão empresarial e dificuldades dos profissionais liberais abre espaço para o mercado de consultoria

Este conteúdo é uma comunicação empresarial

Por DINO DIVULGADOR DE NOTÍCIAS

16 de março de 2017 | 00h53

São Paulo--(DINO - 08 mar, 2017) - A necessidade de sobrevivência num mercado globalizado e a expectativa de crescimento, de desenvolvimento e a crise têm sido os principais responsáveis pelo crescimento de uma atividade que não é nova, porém, vem se tornando cada vez mais útil e conhecida pelos profissionais liberais ? a consultoria. O papel de um consultor dentro de qualquer instituição, seja ela indústria, comércio ou serviço, é de observar com neutralidade a organização e identificar os pontos críticos que necessitam de um novo direcionamento. "Mais do que nunca o mercado está se abrindo para as empresas que atuam na área de consultoria. Isto se deve ao fato de que só agora os profissionais liberais brasileiros acordaram para a nova realidade que exige deles melhor desempenho, maior qualidade, maior e melhor visibilidade e autoridade para sua marca e imagem (marketing) para atingir a competitividade e ganhar dinheiro", explica Alexander Baer.

Médico de empresas

O consultor, de acordo com Baer, nada mais é do que o médico das empresas. Quanto mais qualificado, treinado, ágil e experiente ele for, mais preparado estará para auxiliar e até mesmo "salvar os profissionais liberais da morte". Nesta tarefa os profissionais brasileiros são altamente competentes, o que é justificado pelas peculiaridades da economia do país e das próprias empresas nacionais.

Para entender melhor a situação, Baer comenta que existem muitos profissionais liberais que sofrem de sintomas da chamada "cegueira mercadológica", ou seja, não estão percebendo que o mercado mudou e nem mesmo sabem o que seus clientes querem, como sair do buraco, como divulgar o seu negócio e como se vender no mercado. "Neste caso o papel de um consultor é como o do médico oculista. Fazer o profissional liberal enxergar os problemas que sua marca, imagem e negócio estão atravessando", destaca.

Oportunidades

Baer lembra que a conjuntura brasileira sempre exigiu destes profissionais muito preparo em função das adversidades que o país atravessou e atravessa. Os consultores que se destacam têm, além da qualificação técnica e emocional, a agilidade, criatividade e, principalmente, inovação para buscar a superação das crises. "Eles têm o conhecimento e aproveitam as oportunidades", frisa.

Sobrevivência

Na sua avaliação, os profissionais liberais estão buscando capacitação profissional, modernização e atualização das gestões industriais, comerciais, marketing e de serviços, porque qualidade não é mais um diferencial, mas sim uma questão de sobrevivência. Para ele, muitos profissionais liberais têm como problema principal o fato de apenas não explorarem seus potenciais, corrigirem suas fraquezas, aproveitando as oportunidades e se defendendo das ameaças do próprio mercado interno e externo.

Já entre as principais dificuldades encontradas estão a falta de planejamento, falta de visão mercadológica interna e externa, falta de divulgar sua marca e imagem nos canais corretos de marketing, além da ausência de atualização, inovação, desperdícios, altos custos, falta de agilidade e, principalmente, de investimentos em formação e capacitação. "Os profissionais liberais que não acordarem para as mudanças do mercado estão fadadas à falência", alerta.

Alexander Baer

Empresário, palestrante, professor da Fundação Getulio Vargas e Coaching estratégico em Planejamento de carreira

http://www.alexanderbaer.com.br/

http://www.tbctirarabundadacadeira.com.br/consultoria

Website: http://www.alexanderbaer.com.br/

Tudo o que sabemos sobre:
Releases

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.