Lula: ‘Oi continuará a ser empresa brasileira da Silva’

 Presidente afirmou que a Portugal Telecom poderá auxiliar a Oi na expansão da banda larga no País

Karla Mendes, da, Agência Estado

28 de julho de 2010 | 17h37

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira, 28, que a Portugal Telecom (PT) poderá auxiliar a Oi para a expansão da internet em banda larga no País. "A única coisa que eu posso garantir para vocês é que, enquanto eu for presidente, a empresa vai continuar (sendo) uma empresa nacional. Vai ser uma empresa nacional para ajudar o País na banda larga", afirmou Lula, durante almoço com o presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, no Itamaraty.

O presidente observou que desconhece os detalhes das negociações entre a Portugal Telecom e os controladores da Oi. Segundo ele, o processo está sendo acompanhado pela equipe técnica do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que tem participação na operadora de telecomunicações brasileira, por meio do BNDESPar. "Eu não tenho mais informações do que isso", disse.

E disparou: "Agora vamos deixar eles (sic) conversarem porque se quem não entende do assunto, como eu, começar a dar palpite, pode atrapalhar o negócio", afirmou. Lula ressaltou que se "tiver possibilidade de novos investimentos no Brasil, será sempre um bom negócio, desde que o controle continue sendo nacional". Por fim, Lula enfatizou que "a Oi continuará a ser uma empresa brasileira da Silva".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.