IFC aprova empréstimo de US$ 50 mi para Banco Cooperativo Sicredi

O investimento, que é o primeiro feito pela IFC em um banco cooperativo brasileiro, permitirá que o Sicredi aumente seus financiamentos para indivíduos de baixa renda

Altamiro Silva Júnior, da Agência Estado,

13 de dezembro de 2011 | 19h44

SÃO PAULO - A International Finance Corporation (IFC), braço financeiro do Banco Mundial, vai dar um empréstimo no valor de U$ 50 milhões para o Banco Cooperativo Sicredi, que faz parte da rede Sicredi no Brasil, composta por 117 cooperativas de crédito, de acordo com comunicado enviado à imprensa. O empréstimo foi antecipado pela Agência Estado em matéria publicada no dia 13 de maio.

O investimento, que é o primeiro feito pela IFC em um banco cooperativo brasileiro, permitirá que o Sicredi aumente seus financiamentos para indivíduos de baixa renda, além de empresas de pequeno e médio porte, em regiões rurais menos favorecidas do Brasil. De acordo com o comunicado, espera-se chegar a 200 mil empréstimos para pequenos proprietários rurais até o ano de 2015.

O sistema Sicredi teve início em 1902, quando foi fundada a primeira cooperativa de crédito no País. A rede cresceu e alcançou cerca de 1,9 milhão de membros - em sua maioria, pequenos proprietários rurais e de cidades pequenas, espalhados por dez Estados brasileiros. O sistema tem 1,8 milhão de associados.

O Sicredi, com sede em Porto Alegre, tem R$ 16,9 bilhões em ativos e índice de Basileia de 15,5%, de acordo com dados do Banco Central referentes a setembro. O banco teve lucro de R$ 15,5 milhões nos primeiros nove meses do ano.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.