Arquivo pessoal
Arquivo pessoal

65% dos brasileiros vão trocar presentes neste dia dos namorados, diz pesquisa

Segundo levantamento, maioria pretende gastar até R$ 100; roupas, calçados e chocolates lideram ranking de opções

Jéssica Alves, O Estado de S.Paulo

12 Junho 2018 | 15h09

Mesmo com o orçamento apertado, 65% dos brasileiros pretende comprar presente neste dia dos namorados, aponta pesquisa da plataforma de finanças pessoais GuiaBolso com 1.683 pessoas. Para não comprometer tanto o bolso, a maioria pretende gastar até R$ 100. Somente 13,3% das pessoas vão desembolsar mais de R$ 200. 

+ Metade dos brasileiros acredita que a Previdência é sustentável, diz pesquisa

Representante dos 35% que não pretendem trocar presente, o casal Isabella Mello e Thales Sanchez, juntos há quatro anos, preferem fazer alguma programação à dois a ganhar alguma coisa. Como já apertam as contas para os aniversários e o Natal, optaram por dar uma trégua para o bolso neste dia 12. "Este é o segundo ano que não vamos trocar presentes. Pra gente não faz sentido gastar dinheiro com algum objeto, preferimos economizar", diz Isabella. 

+ BC age novamente e dólar volta a cair; Bolsa tem alta de mais de 1%

A maioria dos companheiros que vão ganhar presente este ano vão receber o tradicional, roupas e calçados. Já 29,6% dos entrevistados irão comer fora. O chocolate aparece como o terceiro presente mais escolhido, em 19,4%.

+ ‘A inflação não ficaria abaixo de 3% para sempre’, diz Ilan Goldfajn

Quanto à experiência de compra, 86,7% dos consumidores prefere ir à loja física do que comprar pela internet. Dentre os 23,3% que irão comprar online, 4,3% escolheu essa forma por conta da greve dos caminhoneiros e possibilidade de atraso nas entregas.

Controle. Pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em todas as capitais aponta que 36% dos entrevistados deve gastar a mesma quantia que no ano passado, enquanto 21% projetam desembolsar mais e 17% pretendem diminuir o valor gasto. 

Ainda de acordo com a pesquisa, 58% dos brasileiros tem a percepção de que os produtos estão mais caros do que no ano passado. Dados da sondagem mostram que 62% vão presentear o parceiro, o que representa aproximadamente 93,5 milhões. 

Entre os compradores que planejam gastar menos do que em 2017, o que mais tem pesado é o fato de estarem em uma situação financeira difícil ou com o orçamento apertado, com 31% de citações. A necessidade de economizar também é motivo para 26% dos entrevistados. Já entre os que planejam gastar mais neste ano, 40% alegam que vão adquirir um presente melhor. De modo geral, a maioria dos consumidores (71%) deve comprar apenas um único presente, mas 23% planejam adquirir dois ou mais itens para agradar o parceiro.

A principal forma de pagamento será o pagamento à vista com 58% de citações, com destaque para o dinheiro em espécie (39%) e cartão de débito (18%). Outros 37% devem utilizar o cartão de crédito e apenas 2% boleto bancário. Entre os que vão dividir as compras, o número médio de prestações varia entre três e quatro. 

 

Mais conteúdo sobre:
Dia dos Namorados comércio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.