Cinco passos para investir nos seus sonhos
Imagem Fábio Gallo
Colunista
Fábio Gallo
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Cinco passos para investir nos seus sonhos

Definidos os seus objetivos, saiba como chegar lá

Fábio Gallo, Economia & Negócios

09 de outubro de 2014 | 09h53

Investir e ficar rico é o sonho de boa parte das pessoas. Mas, isto não é possível do dia para a noite. Quem investe não tem ilusões sobre ficar rico da noite para o dia. Esse é o tema deste nono artigo da série "Como Investir".

Mas o que significa investir? Significa acumular recursos inteligentemente para poder consumir com prazer, estar preparado para emergências e se resguardar para o futuro.

 

Existem muitos motivos para investir seu dinheiro, como: mandar seu filho a uma boa escola, comprar uma casa própria, um presente para uma ocasião especial, trocar de carro e vários outros. Mas, em essência investimos para conquistar os nossos sonhos. Veja abaixo cinco passos para alcançar seus objetivos:

1º passo: ter disciplina

Investir é um ato de sacrifício. Afinal, estamos sacrificando o consumo imediato com a perspectiva de ganhos futuros e, assim, atingirmos um nível superior de bem estar nas nossas vidas. Em outros termos, buscando atingir os nossos sonhos.

Quando se está investindo com um objetivo final bem determinado, por exemplo, na aposentadoria, você deve ser disciplinado em seus investimentos. Se há a programação de aplicar certa quantia por mês, você deve fazer o depósito de forma religiosa.

2º passo: planejar

Planejamos a nossa vida mesmo que não percebamos que estamos fazendo isso. No dia-a-dia estamos pensando em que dia começam as férias, para onde vamos, de quanto vamos poder dispor.

Nós fazemos planos para diversos aspectos e momentos da vida. A pergunta importante aqui é: por que não elaborar um bom plano de nossas finanças? 

Um plano financeiro pode vir a ser uma força extremamente positiva que vai ajudarmos e à nossa família a atingir nossos maiores sonhos.

Um plano financeiro bem preparado ajuda a: (1) viver com os próprios recursos; (2) identificar nossas prioridades financeiras; (3) utilizar adequadamente os recursos para cobrir as despesas; (4) estar pronto para as emergências e reduzir o uso de crédito; (5) reduzir conflitos e incertezas sobre dinheiro; (6) tornar-nos independentes e com controle sobre nossas finanças; e (7) poupar e investir para atingir os nossos objetivos.

3º passo: conhecer investimentos

Este passo é essencial porque quanto mais você conhecer sobre os diversos tipos de investimentos mais segurança terá e maior retorno você vai conseguir em suas aplicações. Assim, mais facilmente conquistará os seus sonhos. 

Recorrendo à ajuda de um profissional ou mesmo decidindo realizar sozinho os seus investimentos, você tem direitos e deve exercê-los plenamente.

Conheça bem o investimento que você está planejando; as características e a operação do investimento; o mercado; os participantes do mercado; o profissional que gere seu fundo; os impostos incidentes; e as taxas e demais custos.

Mantenha-se informado sobre suas aplicações. Exija informações sobre a instituição que está fazendo as aplicações e sobre a empresa em que você pretende investir. 

Na hora de aplicar, não deixe de questionar sobre todas as oportunidades que lhe possam oferecer - num mesmo capital e horizonte de investimento existem várias possibilidades diferentes.

4º passo: saber da relação risco/retorno

Alguns fatores têm de ser analisados em profundidade quando você vai decidir onde investir seu dinheiro. Os primeiros são risco e retorno, que têm uma relação muito estreita com a característica do investimento e também com o tempo e o momento da aplicação.

Retorno:

Uma máxima sempre ouvida na área de investimentos é “ao maior risco corresponde o maior retorno”. Parece óbvio: se eu quero ganhar mais, devo correr um risco maior. Mas não é assim tão simples. 

O fato é que pouca gente se recorda da frase completa, em que a palavra “esperado” é o segredo da diferença: Ao maior risco corresponde o maior retorno esperado.

Risco:

A tolerância ao risco é outro dos componentes que ajudam a definir a escolha do investimento. Cada pessoa tem um grau de tolerância. Algumas gostam de correr algum grau de risco; outras não querem nem pensar nisso.

Há aquelas que sofrem muito com uma perda financeira; outras simplesmente olham para a frente e recomeçam. 

5º passo: estabelecer objetivos

Alguém levanta de manhã e pega uma estrada sem motivo algum? Não. Quem pega uma estrada é porque quer chegar a algum lugar, alguma cidade. Da mesma maneira agimos em relação aos nossos investimentos. 

O objetivo deve ser quantificado e datado. Em outros termos, ao estabelecer um objetivo você deve dizer quanto dinheiro vai ser preciso e qual o prazo deverá ser atingindo. 

Duas facetas do objetivo passam a interessar: quando você precisará do dinheiro; qual a importância dessa aplicação para a consecução do objetivo.

Digamos que o objetivo seja comprar um apartamento maior, pois sua família acabou de aumentar. Você acha que a família ainda pode viver no apartamento atual por mais dois anos. 

Depois disso, o espaço realmente será pequeno. Como hoje você não tem investimento algum, a partir do próximo mês vai começar a poupar, esperando ter em quatro anos o suficiente para fazer a troca. O sucesso desse investimento é crucial para atingir o objetivo de mudar de casa. Você vai precisar desse dinheiro num futuro não muito distante e determinado.

Estabeleça metas.

Para facilitar a obtenção de um objetivo é muito importante estabelecer pontos intermediários a serem atingidos. Por exemplo, digamos que seu objetivo seja comprar uma casa própria que custa R$ 500 mil daqui a cinco anos. As metas podem ser:

a) Ao final do 1º ano ter aplicado: R$100 mil

b) Ao final do 2º ano ter aplicado: R$200 mil mais o rendimento

c) Ao final do 3º ano ter aplicado: R$300 mil mais o rendimento

d) Ao final do 4º ano ter aplicado: R$400 mil mais o rendimento

e) Ao final do 5º ano ter aplicado: o restante para atingir o objetivo.

Investir significa sacrifício, mas para conquistarmos os nossos sonhos todo esforço é recompensado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.