Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
ExpoMoney atrai investidores iniciantes e avançados

ExpoMoney atrai investidores iniciantes e avançados

O grande chamariz da feira é a grade de palestras sobre análise gráfica de ações

Yolanda Fordelone, do Estadão.com.br,

22 de setembro de 2011 | 17h46

Ao passar pela entrada da ExpoMoney, em sua 9ª edição em São Paulo até este sábado, o visitante recebe a grade de palestras dividida em diferentes cores, para os variados níveis de investidores. A idéia é justamente trazer ao evento tanto pessoas leigas em aplicações como participantes que já tenham uma carteira de investimentos.

 

Na fila para a primeira palestra da feira, "Dicas para fazer sobrar dinheiro", estavam os amigos Marcela Ganzerli Gomes e Fernando Silva Pereira, ambos de 30 anos. Eles não investem e o interesse na feira está justamente em conhecer melhor as aplicações que podem ser feitas. "Quero aprender a administrar melhor meu dinheiro", diz a biomédica Marcela. "Cheguei até a ter um contato com Bolsa na faculdade, mas nada aprofundado. Quero saber melhor como funcionam as ações e a previdência privada", conta Fernando, que é formado em administração. A idéia é voltar ao evento nos outros dias.

 

Diogo Rocha, 21 anos, teve conhecimento da feira pela internet e resolveu comparecer ao evento por dois motivos: "alguns clientes meus da empresa de locação de carros brindados onde eu trabalho estão aqui e resolvi fazer um contato. Além disso, quero aprender mais sobre investimentos". Seu interesse também é em aprender sobre Bolsa de Valores e previdência privada.

 

Segundo o diretor-executivo de negócios da Geo Eventos, Robert Dannenberg, que organiza a feira, o grande chamariz da ExpoMoney é a grade de palestras sobre análise gráfica de ações. "Há muito interessados", diz.

 

Um deles é Enrico Napolitano Vendrame, de 19 anos e investidor há cinco. "Invisto em derivativos agrícolas no mercado futuro, como boi gordo, café e um pouco de mini índice Bovespa", relata. Ele diz que desde os 13 anos se interessa por finanças e, por isso, começou a ler e estudar sobre o assunto. "Sou apaixonado por investimentos. Quero chegar aos 20 com o dinheiro trabalhando para mim", conta o estudante que se prepara para prestar vestibular de economia. Além das palestras, Enrico pretende aproveitar a feira para conhecer melhor as corretoras e seus serviços.

 

A Clínica Financeira, em sua 3ª edição, também atrai a atenção dos visitantes. Neste ano, foram 220 inscritos. Miriam Arrilha, de 60 anos, é uma delas. A aposentada se atendeu com uma consultora durante 30 minutos e diz ter conseguido bons conselhos. "Sempre fiz orçamento de uma forma muito rudimentar. Me surpreendi com a quantidade de dinheiro que ganho ao longo de um ano", afirma. Atualmente, ela investe em ações, poupança, plano VGBL e imóveis.

 

"A consultora também me aconselhou na composição da minha carteira, de uma maneira que ela fique mais líquida e não tanto imobilizada", diz. Miriam pretende com a feira conhecer mais sobre Tesouro Direto e ainda sobre operações de aluguel de ações.

Tudo o que sabemos sobre:
ExpoMoneyinvestidores

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.