AP Photo/Michael Dwyer, File
AP Photo/Michael Dwyer, File

Na Black Friday do Paraguai, smartphone topo de linha sai por R$ 330

Lojas vão estender promoção para o final de semana; shopping promete colocar em promoção pelo menos 35 mil itens com descontos de até 50%

Denise Paro, Especial para o Estado

24 de novembro de 2017 | 09h50

CIUDAD DEL ESTE, PARAGUAI - O dia oficial é esta sexta-feira, 24, mas no comércio de Ciudad del Este, Paraguai, a Black Friday vai tomar conta do final de semana e se estende até domingo em algumas lojas. O desconto prometido é de 30% a 70% nas mais variadas mercadorias, incluindo smartphones, computadores, games, utensílios domésticos, bebidas e roupas.

+ Black Friday sai da internet e ganha as ruas

+ CONFIRA A COBERTURA AO VIVO DA BLACK FRIDAY

Os lojistas que aderiram à promoção estão investindo no marketing. Algumas lojas prepararam vídeos com as principais ofertas para atrair os clientes. Outras apostam nas redes sociais, de olho na clientela brasileira.

Os produtos de informática são os mais cobiçados, por isso muitas lojas apostam na venda de games e smartphones. Em uma delas, o celular J7 Prime 32 GB, da marca Samsung, que é comercializado por US$ 216,00, sairá por US$ 99,00 (336,66). Cada loja faz um apelo diferente. Em algumas, só será vendida uma peça do produto por pessoa. 

+ Procon já conta mais de 100 reclamações sobre a Black Friday 2017

+ Mansão de R$ 4 milhões retomada pela Caixa entra na Black Friday

+ TUDO SOBRE A BLACK FRIDAY

Boa parte das lojas que participam do evento comercial são voltadas para turistas e acostumadas a atender os brasileiros. O Shopping China, inaugurado há um ano em Ciudad del Este, promete colocar em promoção pelo menos 35 mil itens com descontos de até 50%. 

A gerente geral, Zulma González, diz que além do desconto, a Black Friday promove Ciudad del Este como destino turístico e movimenta hotéis e restaurantes. "Representa a melhor maneira de promover o destino e atrair turistas à região", diz.

Para dar conta da demanda, a loja ampliou de 16 para 24 o número de caixas para receber o pagamento dos clientes.  

 

No lado brasileiro, as agências de turismo estão contando com a movimentação do evento. Algumas vão oferecer translado para quem pretende cruzar a Ponte da Amizade, que liga Foz do Iguaçu a Ciudad del Este, nos dias de promoção.

Mais conteúdo sobre:
Black Friday

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.