Andy Wong/AP
Andy Wong/AP

Saiba quanto devem render as aplicações de baixo risco com novo corte na Selic

Aposta é que investimento de renda fixa tenham queda forte de rentabilidade entre 12 a 24 meses

Silvio Crespo*, Especial para O Estado de S. Paulo

09 Setembro 2017 | 09h28

As aplicações de baixo risco devem sofrer uma forte queda na rentabilidade nos próximos 12 e 24 meses, após o corte de mais 1 ponto percentual na taxa básica de juros, a Selic. A estimativa é de que a poupança renda apenas 5% nos próximos 12 meses, contra 7,5%

nos 12 meses anteriores.

Os dados são do Ranking Renda Fixa Macro, elaborado pelo economista Pedro Raffy Vartanian e publicado no blog Dinheiro pra Viver. Já o Tesouro Selic, o título mais conservador do Tesouro Direto, deve render 5,62% nos próximos 12 meses. A inflação deve ficar em 3,7% no período, de acordo com o estudo.

O ranking compara as cinco aplicações de mais baixo risco existente no mercado brasileiro, que são a poupança, o Tesouro Selic, os fundos de investimento referenciados DI e o CDB pós-fixado. O estudo fez três projeções diferentes para os fundos de investimento: uma para quem aplica R$ 2.000, outra para aplicações de R$ 10 mil e, finalmente, outra para investimentos de R$ 50 mil.

Essa divisão é necessária porque os fundos que exigem investimento inicial alto tendem a render mais. Para quem vai investir R$ 2.000, o rendimento de um fundo do tipo DI (que é o mais conservador do mercado) deve variar em torno de 4,7% nos próximos 12 meses. Já para quem aplica R$ 50 mil, há fundos que devem render mais do que 5,5%.

O CDB tende a render mais do que o Tesouro Selic se ele tiver uma rentabilidade contratada acima de 100% do CDI. De acordo com as projeções, um CDB com rendimento de 110% do CDI tende a render cerca de 6,4% nos próximos 12 meses.

Simulações. Quem aplicar R$ 2.000 hoje na poupança deve ter um rendimento de R$ 100 nos próximos 12 meses e de R$ 200 nos próximos 24. Aplicando o mesmo valor no Tesouro Selic, a tendência é ter um rendimento de R$ 112 nos próximos 12 meses e de R$ 237 nos próximos 24, já descontando o Imposto de Renda e todas as taxas. Para aplicações de R$ 50 mil, o rendimento nos próximos 12 meses deve ser de R$ 2.500 na poupança, R$ 2.800 no Tesouro Selic e R$ 3.180 em um CDB que remunere em 110% do CDI.

O estudo completo, com simulações para quem investe R$ 2.000, R$ 10 mil e R$ 50 mil, para 12 e 24 meses, está disponível para download gratuito no blog Dinheiro pra Viver.

* Artigo escrito em parceria com o blog Dinheiro pra Viver

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.