Toby Melville/Reuters
Toby Melville/Reuters

Funcionários da Amazon na Itália farão greve na Black Friday

Segundo o sindicato, a produtividade da empresa no local é 'altíssima' e o sacrifício dos funcionários não foi recompensado pela gigante norte-americana

ANSA

23 de novembro de 2017 | 16h32

Às vésperas da Black Friday, funcionários do centro de distribuição da Amazon, na Itália, convocaram uma greve para paralisar as atividades justamente em um dos dias mais movimentados do ano na tentativa de exigir melhores salários.

+ LEIA A COBERTURA COMPLETA SOBRE A BLACK FRIDAY 

A greve, que terminará apenas no início do próximo sábado, 25, é apoiada por quatro sindicatos e afetará apenas o estabelecimento da empresa norte-americana no país europeu, localizado na província de Piacenza. 

+ Participe da cobertura da Black Friday 2017 pelo WhatsApp

De acordo com os trabalhadores italianos, o ato reivindica melhores salários já que a Amazon da Itália registrou um "enorme crescimento" e deve redistribuir o dinheiro obtido. Além disso, segundo os sindicatos, a produtividade no local é "altíssima" e que o sacrifício dos funcionários não foi recompensado. Para eles, a empresa não paga além do "mínimo do contrato coletivo".

Os italianos não só vão parar de trabalhar na Black Friday, como também não farão mais as horas extras esperadas até o dia 31 de dezembro, período em que a varejista tem o seu maior pico anual. 

Em comunicado enviado à imprensa Europeia, a Amazon afirmou que os salários dos funcionários italianos são os "mais altos no setor" e que eles recebem outros benefícios, como descontos para compras na loja e plano de saúde. Na mesma nota, a empresa também disse que estará focada em tentar garantir a entrega dentro do prazo para clientes que comprarem produtos nos próximos dias.

A Amazon se instalou na Itália há cerca de 10 anos. Aproximadamente duas mil pessoas trabalham no centro, que fica na cidade de Castel San Giovani. / ANSA

Tudo o que sabemos sobre:
AmazonBlack Friday

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.