Bom para aprender, bom para trabalhar
Conteúdo Patrocinado

Bom para aprender, bom para trabalhar

Gran Cursos Online desenvolve estratégia para atrair profissionais alinhados ao propósito da empresa

Gran Cursos Online, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

19 de janeiro de 2022 | 08h00

Transformar vidas por meio da educação e da tecnologia é o propósito do Gran Cursos Online – edtech que já atendeu mais de um milhão de alunos desde a criação, em 2012. Esse propósito é sustentado por uma forte cultura organizacional e colaboradores engajados, que reconhecem no Gran uma empresa que coloca as pessoas no centro de tudo.

“Não basta falar. As ações precisam ser compatíveis com a mensagem. A transformação começa de dentro para fora, e o nosso compromisso foi e sempre será evoluir em conjunto com a nossa equipe”, explica o presidente, Gabriel Granjeiro.

Recentemente, o Gran Cursos Online anunciou novos benefícios para os seus colaboradores, como auxílio-home office para profissionais que estão trabalhando na modalidade de teletrabalho, auxílio-creche e bolsas de estudos de pós-graduação, idiomas e certificações.

A empresa se orgulha de ter alto nível de engajamento, baixa rotatividade e crescimento expressivo nos últimos anos, resultado da cultura e do ambiente de trabalho leve, flexível e com muitos desafios para os colaboradores.

“Direcionamos nossos esforços para fazer com que todos, do presidente ao aprendiz, sintam orgulho por pertencer ao nosso time e por construir a história de transformação educacional que almejamos”, explica Granjeiro.

Felicidade no trabalho

Com 720 colaboradores no início de 2022 e um ritmo acelerado de contratações – 30 por mês, em média –, o Gran está investindo em novos benefícios e ferramentas para melhorar a experiência do colaborador. Uma prática comum da empresa é aplicar pesquisas “pulso”, com poucas perguntas, mas de maneira frequente, para coletar a percepção dos colaboradores e poder atuar nos pontos críticos.

O pacote de benefícios oferecido inclui programas como o Cuide-Se, voltado à saúde e ao bem-estar, com o objetivo de despertar a equipe para o autocuidado, reduzindo o nível de ansiedade e aumentando a qualidade de vida. Recentemente, a empresa passou a oferecer massagens e lanches saudáveis para os colaboradores que trabalham no escritório, no modelo presencial. Para as áreas que podem trabalhar de maneira remota, o Gran instituiu o modelo de teletrabalho, oferecendo o escritório como opção, e não como obrigação.

Há também uma crescente preocupação com a sustentabilidade: o Gran Cursos Online é o mais novo integrante da Rede Brasil do Pacto Global, iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) que apoia empresas na estratégia de cumprimento dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs).

Todo esse esforço se reflete nos resultados da pesquisa realizada pelo Great Place to Work (GPTW), segundo a qual 92% dos colaboradores consideraram o Gran uma ótima empresa para se trabalhar.

A empresa ainda obteve o Employee Net Promoter Score (eNPS) na zona de excelência durante todo o ano de 2021. Já o Índice de Felicidade no Trabalho (IFT), apurado internamente, é de 9, na média, em uma escala de 0 a 10.

 “Como profissional de gestão de pessoas com mais de 18 anos de atuação, considero esses resultados excepcionais. É incrível poder trabalhar em uma empresa que prioriza e cuida das suas pessoas e ver que elas reconhecem esses esforços”, diz Marcela El-moor, diretora de Pessoas & Cultura.

Além do conteúdo

Ao definir o perfil desejado pelo Gran ao recrutar profissionais, Granjeiro diz que a empresa procura, acima de tudo, “pessoas imparáveis em gerar valor”, independentemente da formação e do cargo a ser ocupado.

“Queremos profissionais que acordem entusiasmados todos os dias, que mantenham o brilho nos olhos para inovar, tirar planos do papel, dar sempre o melhor. E que amem educação, que queiram aprender cada vez mais sobre esse negócio.”

Nascido já como negócio digital, num momento em que o viés tecnológico ainda não estava tão disseminado na educação, o Gran cultiva a visão de que os alunos precisam de um ecossistema completo de estudo, e não apenas de conteúdo. Trata-se de reinventar cinco séculos de educação tradicional brasileira, realizada em sala de aula, com professores transmitindo informações e alguns alunos aprendendo, outros não.

“O conteúdo é importante, tem que ser bom, e é preciso ter excelentes professores por trás, mas hoje isso se tornou insuficiente, porque a pessoa não aprende apenas com o conteúdo. É preciso ter método para moldar o ensino às necessidades de cada um”, avalia o presidente.

“Aqui no Gran, nós trabalhamos diariamente com o objetivo de mudar a vida das pessoas por meio da educação e da tecnologia. Acreditamos que, ao levar educação de qualidade, a preços acessíveis, para todo o Brasil, ajudamos nossos alunos a concretizarem seus sonhos, mudarem de vida e aumentarem sua empregabilidade.”

Pessoas no centro

A pandemia reforçou uma tendência que já vinha se manifestando em todos os setores, mas especialmente em tecnologia, área que engloba parte considerável da força de trabalho do Gran: a forte disputa por talentos e a perspectiva crescente de que os profissionais possam escolher a empresa em que desejam trabalhar, e não mais o inverso.

“O contexto pandêmico aumentou a exigência das pessoas em relação ao posicionamento organizacional e aos cuidados com os colaboradores, com ênfase na saúde física e emocional”, analisa Granjeiro.

Nesse cenário em que o trabalho passou a estar mais integrado à vida doméstica, as empresas precisam redobrar a atenção às individualidades. “Entendemos que isso é apenas o começo de um futuro em que as pessoas estarão cada vez mais no centro de tudo. Isso vale para a relação tanto com os clientes quanto com os colaboradores”, acrescenta Granjeiro.

Outra consequência da pandemia foi acelerar o processo de digitalização das empresas e a necessidade de atualização dos profissionais. Isso levou a um crescimento significativo da procura por cursos online.

“A gente percebe que uma grande parte das pessoas, pelo menos metade, não vai retornar ao ensino presencial nos parâmetros anteriores”, considera o executivo. “Essas pessoas perceberam no online uma grande comodidade, com alto valor agregado.”

Tecnologia de ponta

O Gran Cursos Online possui a tecnologia em seu DNA. Atualmente, a empresa conta com mais de 100 profissionais de T.I., incluindo desenvolvedores, cientistas e engenheiros de dados, UX e UI Designer, analista de big data e Product Owners, entre outros. A organização entende a tecnologia como o ativo com o maior desafio de toda a história das empresas do planeta: profissionais escassos, especializados e com um mercado extremamente aquecido. “A corrida pelos devs é algo que sempre aconteceu, mas nunca como agora, e o Gran está 100% preparado para receber estes profissionais”, explica o co-fundador e CTO da companhia, Rodrigo Calado.

As vagas são 100% em home office e o uso de tecnologias de ponta atraem profissionais de startups de todo o mundo. Quatro cases de sucesso com o uso de aprendizado de máquina na Amazon Web Services chamam a atenção e já renderam apresentações no AWS Summit e AWS Innovate. Soluções como um sistema de recomendação de cursos, audiolivros, legendas nas videoaulas e uma ferramenta chamada 'Dá para conciliar' só foram possíveis com o uso de Inteligência Artificial e tecnologias como polly, sagemaker e transcribe.

“Somente neste ano iremos abrir cerca de 80 vagas de tecnologia, uma ótima oportunidade para fazer parte de uma empresa cuja cultura busca democratizar o ensino de qualidade, e que já conta com 400 mil alunos ativos pagantes, mais de 6 milhões de pessoas visitando o site por mês, aplicativos no iOS e Android com mais de 1 milhão de downloads e nota 4,8, sendo a máxima 5”, completa Calado.

Leia mais sobre carreira em https://vemsergran.gupy.io

Tudo o que sabemos sobre:
educaçãotrabalhoensino a distância

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.