CFA não pretende alterar número de vagas efetivas em concurso

Conselho Federal de Administração abriu processo seletivo que oferece cinco vagas imediatas e 850 para cadastro de reserva

Fernando Arbex, O Estado de S. Paulo

27 de março de 2015 | 08h00

 O Conselho Federal de Administração (CFA) não pretende alterar o número de vagas efetivas previstas no seu processo seletivo divulgado recentemente. Assim que o edital foi divulgado, o número de apenas cinco vagas imediatas a serem preenchidas causou irritação em muitos concurseiros, uma vez que aqueles destinadas para reserva de cadastro – portanto sem obrigatoriedade de convocação – somavam 850.

Em razão da repercussão negativa, o CFA publicou nota em seu site oficial  nesta quinta-feira, 26, informando que não haverá alteração nessa proporção. Em reposta à reportagem, a assessoria de imprensa do órgão informou que o edital deverá sofrer uma retificação na próxima semana com relação ao número do cadastro de reserva, mas que a quantidade de vagas efetivas não sofrerá mudança.

Como 20% das vagas devem ser preenchidas por candidatos negros e 5% por aqueles que sofrem de alguma deficiência física, o número de cinco vagas imediatas a serem ocupadas deve ser ainda menor. 

Os caragos abertos são para serviços gerais, agente de portaria, assistente administrativo, programador, técnico em suporte de redes, técnico em contabilidade, administrador, analista jurídico, analista estatístico, analista arquivista, controlador de finanças, informática (analista de sistemas, banco de dados e webdesigner) e comunicação (designer). Os salários variam de R$ 1.094,55 à R$ 5.168,20, as inscrições vão até o dia 22 de abril e as provas serão aplicadas em 17 de maio. A Quadrix Tecnologia é a organizadora do concurso. 

Tudo o que sabemos sobre:
Carreira públicaconcurso públicoCFA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.