wocintechchat/Unsplash
wocintechchat/Unsplash

Cursos de tecnologia com foco em diversidade têm inscrições abertas

Oportunidades incluem preparatório para processo seletivo do Google e cursos profissionalizantes para quem deseja iniciar a carreira no setor; veja os requisitos e como se inscrever

Redação, O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2022 | 16h00

Para driblar o déficit de especialistas em tecnologia, iniciativas de capacitação de novos profissionais no setor têm ganhado espaço no mercado. Aliado a isso, projetos com foco em diversidade e inclusão (D&I) querem aproveitar esse contexto para formar talentos ao mesmo tempo que superam as barreiras das desigualdades raciais, de gênero e sociais.

Confira abaixo algumas oportunidades de cursos preparatórios e profissionalizantes gratuitos e que estão com inscrições abertas:

Prep Tech Afro Google

A Let’s Code, edtech focada em tecnologia, está com inscrições abertas para um curso preparatório focado no processo seletivo do Google na área de engenharia de software. São 15 vagas exclusivas para pessoas pretas ou pardas e, além da capacitação com duração de quatro meses, os selecionados irão receber uma bolsa de R$ 2 mil, que poderá ser recebida de forma integral ou parcelada.

Os participantes que finalizarem o programa serão incluídos diretamente na fase de entrevistas onsite da companhia. Podem participar do processo seletivo do curso profissionais com bacharelado em Ciência da Computação ou áreas correlatas, com mais de três anos de experiência na área e inglês intermediário. As inscrições estão abertas até o dia 19 de junho. Para mais informações, basta acessar este link

Todas em Tech

Com inscrições abertas até 27 de junho, a quarta edição do projeto Todas em Tech, desenvolvido pela {reprograma} e pelo BID Lab (Laboratório de Inovação do Grupo Banco Interamericano de Desenvolvimento), irá selecionar 120 mulheres em situação de vulnerabilidade social, econômica e de gênero para capacitação em programação front-end e back-end. 

O curso terá duração de 18 semanas com aulas aos sábados, das 9h às 17h, a partir de agosto. A iniciativa também oferecerá às alunas mentorias, aulas de revisão e desenvolvimento de competências socioemocionais, além de auxiliar na criação de portfólio com foco em empregabilidade.

Com 55% das vagas destinadas a mulheres negras e 5% para mulheres trans e travestis, o programa recebe o apoio de grandes empresas como Accenture, Meta, Creditas e Nubank. Veja aqui como se inscrever.

Instituto IT Mídia + TransEmpregos

Em parceria com a TransEmpregos, o Instituto IT Mídia irá capacitar 28 mulheres trans ou travestis que desejam começar a carreira em tecnologia por meio de um curso online de introdução à ciência de dados. As inscrições para o processo seletivo estão abertas até 30 de junho pelo site.

O curso, online e 100% gratuito, será oferecido pela Escola Superior de Redes, e as selecionadas aprenderão conceitos de analytics, big data, questões éticas em ciência de dados e LGPD. Os requisitos são: ser mulher trans ou travesti, ter ensino médio completo, acesso à internet e computador, além de ter disponibilidade de horário para realizar o curso às quartas-feiras e sextas-feiras, das 9h às 11h, a partir do dia 1º de agosto.

1000 DEVs - Talentos para o bem na saúde

A Johnson & Johnson MedTech está com inscrições abertas, até o dia 5 de julho, para o programa 1000 Devs, que pretende capacitar 80 jovens em situação de vulnerabilidade para atuar na área da tecnologia.

Os selecionados participarão de um treinamento de cinco meses em desenvolvimento de software e linguagem de programação. Durante o processo, cada jovem será mentorado por uma empresa que integra o projeto e, ao final, terá a chance de ser contratado.

Para participar do processo seletivo, é necessário ter entre 18 e 24 anos (não há limite de idade para pessoas com deficiência), cursar ou ter concluído o ensino médio ou superior e disponibilidade para assistir às aulas de segunda a sexta-feira no período noturno. A seleção irá priorizar jovens em vulnerabilidade social e estudantes da rede pública de ensino de todo o País.

Na última edição, em 2021, 55 jovens foram selecionados. Todos os estudantes foram contratados como programadores júnior pela J&J ou por empresas parceiras. Clique aqui para se inscrever.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.