Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Do currículo à entrevista: dicas para conseguir um emprego em 2021

Pandemia trouxe novidades para o mercado de trabalho, como seleção online e avaliação de como o candidato usa o tempo na quarentena; especialistas também dão dicas sobre estágios e LinkedIn

Marina Dayrell, O Estado de S.Paulo

19 de fevereiro de 2021 | 10h00

Dar o primeiro passo para entrar no mercado de trabalho já é desafiador, e para quem busca uma colocação profissional em 2021 os obstáculos podem ser ainda maiores. Ao lado de um alto índice de desemprego no Brasil - 14,1% no trimestre encerrado em novembro do ano passado, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua) -, a pandemia trouxe novidades, como processos seletivos online, a adaptação ao modelo híbrido de trabalho e o interesse das empresas em avaliar o que os candidatos fizeram durante os meses de quarentena. 

Aos novos desafios somam-se antigas preocupações de quem ainda não faz parte do mercado de trabalho, como por exemplo: Como fazer um currículo sem ter muita experiência? O que colocar no LinkedIn? Quais cursos são demandados pelas empresas? Por que mando currículo e ninguém me chama?

Para ajudar quem está entrando no mercado de trabalho neste ano, o Sua Carreira convidou quatro especialistas no assunto para dar dicas sobre currículo e LinkedIn, entrevista, processos seletivos e estágios. Confira no vídeo a seguir ou na transcrição abaixo:

 

Currículo e LinkedIn

Por Wendell Wagner, fundador do Currículo 10 e LinkedIn Top Voice Carreira

Dados pessoais que não devem ser colocados no currículo: CPF, RG, passaporte, nome da mãe e do pai. O que deve estar no documento: nome, endereço, e-mail e telefone;

 • Mantenha a formatação do seu currículo. Evite aquela cor ou modelo de currículo muito chamativo. Tenha padronização na fonte, utilizando apenas um modelo;

 • O objetivo profissional tem que ser bem focado, como mirar num cargo ou em alguma área. Se for mandar o currículo para uma empresa onde você não sabe o cargo disponível, coloque a área de interesse, como logística, marketing, atendimento, entre outros;

 • Crie um perfil no LinkedIn. Só no Brasil há mais de 40 milhões de usuários ativos. 

Entrevista

Por Priscilla Couto, Coach de Carreira e LinkedIn Top Voice Carreira

• Faça um estudo sobre a empresa. Entenda missão, visão e valores, que tipo de cultura ela pratica, como ela está posicionada no mercado. Isso vai te ajudar a ser mais assertivo na entrevista;

• Saiba contar a sua história. Existem candidatos muito bons que não conseguem ser selecionados em processos, porque não conseguem mostrar naquele momento crucial o que trazem e o que podem trazer de resultado para a empresa. Então, faça a sua linha do tempo, relembre as suas atividades, os resultados que você conseguiu, projetos que participou;

• Tenha confiança no momento em que estiver com o recrutador. Foque os olhos na câmera, se for uma entrevista virtual, ou nos olhos do recrutador, caso seja pessoalmente. Demonstre para ele uma atitude de que você é a pessoa certa para a vaga. A entrevista é a oportunidade que você tem de se vender e mostrar como você vai ser crucial para aquela vaga;

• Muitas empresas hoje fazem seleção com inteligência artificial, com busca por palavras-chave. Por isso, tenha no currículo um campo escrito “Objetivo” com o nome da vaga para a qual você está se candidatando. Assim, você facilita a busca do seu perfil pelo recrutador;

Processo Seletivo

Por Amanda Aragão, Head de atração e seleção na consultoria Mais Diversidade

 • 70% do que a gente aprende é na prática, 20% é na interação com outras pessoas e apenas 10% é aprendizado formal. Se você acha que ainda não tem tanta experiência para mostrar, se ofereça para fazer trabalho voluntário ou se envolva em coletivos universitários. Assim, você consegue ter experiências práticas para colocar no currículo;

• Participe de feiras e eventos virtuais de carreiras. Normalmente, são gratuitos e te conectam com empresas que desejam contratar pessoas em início de carreira;

• Além de conhecer a empresa, conheça a posição a qual você está se candidatando. Analise o descritivo do cargo, que geralmente está disponível quando você vai se aplicar à vaga; 

• Não se aplique para posições que não têm a ver com o seu perfil. Fique focado;

• Sempre se conecte com outros profissionais. Temos redes sociais apenas para profissionais. É importante ter um perfil nelas mesmo que você esteja no início da carreira. 

Estágios

Por Tiago Mavichian, CEO da Companhia de Estágios

• Mantenha o seu cadastro atualizado nas principais plataformas de vagas. Elas reúnem bastante vagas de diferentes empresas, então a sua chance de ver uma vaga e ser chamado para o processo seletivo é maior; 

• Muitas vagas são postadas nas redes sociais, então mantenha o seu perfil do LinkedIn atualizado e fique de olho nas vagas que são postadas pelas empresas;

• O mercado valoriza muito cursos como Excel, inglês, metodologia ágil, além de trabalho voluntário. Tudo isso conta muito para o seu currículo ficar turbinado e chamar a atenção dos recrutadores;

• A pergunta chave que será feita em um processo de seleção durante a pandemia é justamente sobre o que você fez durante a pandemia. Aproveite a chance para buscar um curso e atualizar os seus conhecimentos.; 

Quer debater assuntos de Carreiras e Empreendedorismo? Entre para o nosso grupo no Telegram pelo link ou digite @gruposuacarreira na barra de pesquisa do aplicativo. Se quiser apenas receber notícias, participe da nossa lista de distribuição por esse link ou digite @canalsuacarreira na barra de pesquisa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.