Free Images
Free Images

Falta de reconhecimento é a maior reclamação de funcionários, aponta pesquisa

Queixa por melhores salários ficou em 3º lugar no levantamento realizado pela comunidade de carreiras Love Mondays

Ian Chicharo Gastim, O Estado de S. Paulo

11 Fevereiro 2015 | 12h55


Já se foi o tempo em que melhorar o salário era a maior reclamação de funcionários aos diretores de uma empresa. Pelo menos é o que aponta uma pesquisa realizada pela Love Mondays, comunidade que compila avaliações de colaboradores sobre empresas onde trabalham. No levantamento, a falta de reconhecimento no emprego e a busca por melhor comunicação com gestores foram as principais queixas de funcionários – reclamações por melhores salários ficaram em 3º.

"Achamos surpreendente [queixa por melhores salários] não ser o primeiro ponto do levantamento, pois a remuneração é um aspecto importante, afinal, todos têm que pagar contas", avalia Luciana Caletti, CEO da Love Mondays.

De acordo com a executiva, o levantamento indica que profissionais estão colocando no primeiro plano o desenvolvimento e aprendizado, mesmo que a valorização em uma empresa não seja acompanhada sempre por melhores salários.

"A maioria dos comentários estão relacionados à falta de reconhecimento, como o funcionário que trabalha na linha de produção, fabricando um produto, mas que não sente sua função reconhecida pela direção", afirma.

Em relação à falta de comunicação, Luciana Caletti afirma que funcionários têm valorizado a oportunidade de "ter suas ideias e até reclamações ouvidas por gestores". "A comunicação é um aspecto importante, pode até afetar a produtividade, como em caso de tarefas duplicadas por falta de comunicação entre áreas, ou do funcionário insatisfeito com a direção", completa.

Pesquisa. Realizado entre dezembro de 2014 e janeiro deste ano, o levantamento coletou 3365 opiniões de usuários do portal, procurando elencar quais são as reivindicações corporativas mais comuns dos colaboradores aos principais líderes das companhias.

Mais conteúdo sobre:
carreiralove mondays

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.