Home Office - Fique a vontade...ou nem tanto
Conteúdo Patrocinado

Home Office - Fique a vontade...ou nem tanto

Atividades home office tornam-se tendência devido a pandemia, mas geram dúvidas em relação a comportamentos.

TEM - Teatro Empresarial Motivador, Media Lab Estadão
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

09 de abril de 2021 | 08h59

Até pouco tempo atrás bastava um comportamento inadequado dentro do ambiente de trabalho e era comum ouvir alguém falar: "Tá pensando que está em casa?"

Fazia sentido já que as regras de convivência dentro do ambiente da empresa e dentro da própria casa eram, por motivos óbvios, bastante diferentes e ainda são.

As regras não mudaram tanto...O ambiente onde se trabalha sim!

Você mesmo que está lendo este artigo pode estar fazendo isso no mesmo lugar onde você fez seu último relatório: A sala de casa. 

A princípio parece uma ótima ideia trazer o trabalho pra casa, encurtar distâncias, otimizar o tempo e aproveitar as facilidades, parece ótimo! 

A parte irônica é que o que pode vir a atrapalhar e tornar mais difícil a adaptação às atividades de home office são exatamente as "facilidades" criadas por ele. 

Resistir aos confortos do lar durante o expediente é extremamente difícil, lembra do relatório que eu falei que você tinha feito na sala de casa? Pois é, eu sei que foi deitado no sofá, mas fica entre nós.

Mas de quem será a "culpa" ? Afinal a adaptação leva tempo e durante este período todos devem estar mais atentos e ao mesmo tempo flexíveis pois as mudanças serão para todos, inclusive seu chefe deve estar avaliando o relatório que você enviou deitado no sofá também e concorda comigo (também).

Planejamento e auxílio

Se você leu a frase acima e pensa que tem relação com planejar gastos com algum dinheiro extra que vai receber, lamento informar que não se trata disso.

Mas planejar suas atividades durante o home office pode trazer benefícios tão valiosos quanto isso, afinal, o planejamento vai otimizar sua utilização do tempo e tempo é dinheiro...uma pena que não literalmente, mas uma lista de atividades pode ser o trunfo para transformar seu home office em uma atividade realmente eficaz e ainda render umas horas a mais de descanso (ou gerar lucro) no final do seu dia.

E pra se organizar não faltam ferramentas hoje em dia, desde um lembrete na agenda do celular até uma planilha elaborada feita em um programa de computador, existem diversas formas de estabelecer qual vai ser sua lista de tarefas do dia e o tempo que será destinado a cada uma delas, e pode acreditar que um aparelho vibrando e fazendo barulho é uma boa forma de interromper um cochilo a tarde, tanto que foi isso que me acordou pra escrever este artigo.

A esta altura você deve estar se perguntando onde entra a parte do auxílio mencionada no título deste bloco e isso é o que vamos falar agora. Anote, pois esta pode ser uma dica de extrema importância.

Lembra dos filhos, maridos, esposas e todos os outros que por acaso acabam dividindo o espaço de trabalho com você durante o home office? Pois então...inclua eles sua planilha de atividades também, assim quando você estiver fazendo seu relatório vai ter alguém para não deixar queimar o arroz, atender um telefone ou qualquer coisa do tipo para que você não precise interromper seu fluxo de trabalho muitas vezes por dia.

Fora que quem está ocupado em outra tarefa não entra "sem querer" na frente da câmera durante sua live com o chefe...eu falei que era uma dica importante.

Tempo é ouro

Se os benefícios de se trabalhar em casa estão relacionados com a possibilidade de utilizar melhor o tempo, já que não é preciso se deslocar até a empresa, o lado ruim de se trabalhar em casa também está relacionado a isso, ou você achou que fazer reunião com toda a diretoria enquanto aproveitava para colocar o yoga em dia realmente não teria problema?

Não tem sido incomum ouvir cada vez mais histórias de pessoas que presenciaram coisas inusitadas durante uma reunião de trabalho on line, seja alguém trabalhando mais a vontade e esquecendo alguma peça de roupa, ou fritando o bife enquanto responde uma dúvida do chefe e, o já  clássico filho entrando no meio da reunião (as vezes entram enquanto esquecem a peça de roupa...acontece).

Existem casos de quem não vê problemas em trabalhar em casa, mas desde que não seja na sua própria casa, eu mesmo tenho uma vizinha que prefere trabalhar na casa de outras pessoas… É que ela é professora particular.

Mas no caso de quem tem que fazer o home office se tornar uma extensão da mesa do escritório é sempre bom lembrar que algumas regras básicas ainda precisam ser seguidas, e adaptar-se corretamente a elas pode ser o diferencial para quem quer manter-se ativo, produtivo e relevante nesta nova realidade do mercado de trabalho.

Toma lá dá cá 

A grande questão que aparece é: Durante o home office minha casa é ou não ambiente da empresa? 

Se for ambiente da empresa então quem paga minha conta de luz é o RH, certo? Inclusive peça alguém do refeitório pra fazer uns lanches que vai ser ótimo.

Se não for eu posso andar como eu bem entender, afinal, eu tô na minha casa...privacidade, correto?

Sim...e não! O grande diferencial para isso pode ser conseguir encontrar um meio termo com a chefia e todo mundo sair feliz. Não precisa ir com o terno do cotidiano, mas nem por isso tá liberado trabalhar de sunga (talvez só às sextas).

Negociar um meio termo entre as regras que seguiam antes porque éramos obrigados e o que queremos fazer agora que temos "liberdade" é um trunfo valioso que poderá trazer a parte boa de estar em "home" sem perder o foco no "office".

O home office é uma nova realidade que nos traz benefício e novos desafios de adaptação, onde cada um é responsável por supervisionar sua própria rotina, portanto, fique a vontade...mas nem tanto. 

Hugo Veríssimo - Roteirista da TEM - Teatro Empresarial Motivador  - www.tem.art.br

 

Não perca o vídeo HOME OFFICE do canal Gargalhadorismo SA, assista agora!

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.