O famoso feedback
Conteúdo Patrocinado

O famoso feedback

Ao ajudá-los a reconhecer suas realizações e deixá-los saber o que funciona e o que não funciona, ensina-lhes uma habilidade útil de longo prazo.

TEM- Teatro Empresarial Motivador, Media Lab Estadão
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

02 de fevereiro de 2021 | 09h25

Diz o ditado: “Dê um peixe a um homem ou uma mulher e você o alimentará por um dia; ensine-o a pescar, e você o alimentará por toda a vida.” O mesmo se passa com o feedback. Dê aos seus funcionários uma revisão anual e eles terão algo em que pensar por um dia. No entanto, dar feedback frequente de poucas em poucas semanas ensina os seus colaboradores a pescar. Ao ajudá-los a reconhecer suas realizações e deixá-los saber o que funciona e o que não funciona, ensina-lhes uma habilidade útil de longo prazo.

Fornecer feedback frequente não apenas orienta seus funcionários a reconhecer seus pontos fracos e fortes, mas também os ajuda a aprender como trabalhar com essas características. Em vez de vocês dois ignorarem uma falha, traga-a à tona para que possa ser tratada.

No início, fornecer feedback consistente pode ser difícil. No entanto, ao apoiar a sua equipe por meio de interações regulares e construtivas, você não cria um ‘vazio de feedback’. Em contraste, os colaboradores consideram seus empregos mais gratificantes e todos têm um objetivo mais claro para se empenhar.

Todavia, o feedback não deve ser um mecanismo unidirecional, muito pelo contrário. Conforme a crise do COVID-19 evolui, fica claro que uma das principais prioridades nas organizações é garantir que a sua força de trabalho continue a sentir-se suportada e segura. Uma das melhores maneiras de fazer isso é ouvindo. Todos os gerentes têm muito em mãos neste momento, então é também importante que você se sinta bem equipado para coletar feedback e descobrir quais as preocupações dos seus colaboradores, durante tempos incertos como este.

Foi pedido a Abbadhia Vieira para dar um exemplo de um feedback simpático a um personagem fictício. Sabem quem ? O ANO de 2020.  Vejamos se vocês concordam: - Olha, eu gostaria de dizer que não fiquei muito satisfeita com seu desempenho. Sim, entendo que você foi bem produtivo mas acontece que a produção não estava alinhada com o padrão de qualidade nem com os valores da nossa organização. Não criamos em conjunto um plano para nosso crescimento. Você decidiu que todos os colaboradores deveriam se adequar e não fez sequer um comunicado prévio. Faltou comunicação assertiva. Faltou escuta ativa da sua parte em relação às nossas dificuldades. Não houve empatia. Enfim, sei que você nos deixará em 31 de dezembro porque está de aviso prévio mas seria muito bom que pudesse passar esse feedback para 2021 que ficará em seu lugar. Será de grande importância ele perceber que estamos dispostos a ouvir e fazer uma via de mão dupla para nossa comunicação porque entendemos que o feedback é como um ajuste e direcionamento para atingirmos o nosso objetivo que é crescer a cada ano.  Embora não tenha sido a melhor maneira de colaborar conosco, quero agradecer por acelerar, de maneira não tão adequada, nosso desenvolvimento.  - Finaliza a reunião de feedback. 

Voltando para o personagem 2021, mais do que nunca, acompanhar o ritmo da sua organização é fundamental para manter seus funcionários engajados e produtivos. 

Coletar feedback dos funcionários em tempo real dará a você uma melhor compreensão do que está acontecendo no dia-a-dia e a fornecer dados e ideias para ação.

Por isso, aqui ficam 5 razões para coletar feedback dos colaboradores durante este momento desafiador:

1. Permite que os gerentes descubram as necessidades e emoções exclusivas de suas equipes.

Diferentes equipes e departamentos terão diferentes necessidades e desafios. Inquéritos podem ajudar a identificar as necessidades exclusivas de grupos e indivíduos específicos. Os líderes podem então criar estratégias direcionadas à medida da sua equipe.

2. Mostra que a direção se preocupa.

Um funcionário ouvido é um funcionário engajado. Todo mundo gosta de saber que suas opiniões são valorizadas e suas necessidades estão sendo consideradas. A coleta de feedback mostra aos funcionários que os gestores se preocupam. Para além disso cria linhas de comunicação abertas em todos os níveis, que permitirão manter claro a todas as equipas, o rumo a seguir de acordo com os objetivos da empresa.

3. Fornece uma maneira fácil para os gerentes ficarem em sintonia com suas equipes.

Seus gerentes estão especialmente sobrecarregados. É difícil para eles acompanhar o ritmo de suas mudanças nas motivações e necessidades das equipes. Ajudando os gerentes a coletar percepções em tempo real permite que eles fiquem atualizados e se preparem para uma mudança, se necessário.

4. Avalia as questões críticas antes que se tornem problemas.

A pandemia que vivemos trouxe inúmeros desafios e uma nova realidade para a qual ninguém estava realmente preparado. Os líderes devem assumir o seu papel, dissecar e responder a problemas críticos conforme eles surgem. Para isso, nada melhor do que obter o feedback dos funcionários, que diariamente são confrontados com esta nova vivência. 

5. Promove uma cultura de confiança e feedback.

Os ciclos de feedback ajudam a quebrar as paredes que impedem o necessária e inestimável comunicação. Manter um diálogo aberto capacita os funcionários a compartilhar os seus pensamentos, criando um local de trabalho mais forte e unido.

Ouvir seus funcionários durante este tempo caótico e incerto - seja por meio de pesquisas, conversas individuais ou outras ferramentas ao seu alcance - é fundamental para o sucesso deles, das suas equipes e de toda a organização. Mas não se esqueça que partilhar com eles feedback construtivo é igualmente importante. 

O vídeo abaixo é baseado em uma história real, mas usamos esse conteúdo bem humorado para nos inspirar em como NÃO DEVEMOS agir, afinal o humor tem como tempero principal o exagero.

Assista o vídeo Feedback

O que achou deste artigo? Partilhe conosco a sua opinião, adorávamos receber o seu feedback! 

Miguel Lambertini - Ator, humorista e formador do programa Happiness Mentality - TEM Portugal 

www.tem.art.br

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.