Leonardo Soares/Estadão
Leonardo Soares/Estadão

Marfrig vai comprar fábrica de hambúrgueres na Argentina por US$ 4,6 milhões

Companhia é líder na produção de hambúrgueres para food service no país vizinho e agora terá 100% das ações da Campo del Tesoro

Renato Carvalho e Beth Moreira, O Estado de S.Paulo

06 de outubro de 2020 | 12h26

A Marfrig fechou acordo para compra de 100% das ações da empresa argentina Campo del Tesoro, pelo valor de US$ 4,6 milhões. A companhia é líder na produção de hambúrgueres para food service no país vizinho.

A Campo del Tesoro tem uma planta em Pilar, província de Buenos Aires, com capacidade de processamento de 15 mil toneladas por ano, atendendo principalmente uma grande empresa global de food service. A Marfrig tem capacidade total de 54 mil toneladas por ano de hambúrgueres na Argentina, com as marcas Paty e Gook Mark, atendendo inclusive mercados internacionais.

Nesta terça-feira, 6, a XP informou que fez duas alterações na sua carteira Top 10 de outubro, com a inclusão das ações ordinárias de Marfrig e Omega em substituição à Movida e Iguatemi. Continuam no portfólio B3, Banco do Brasil, Gerdau PN, Locaweb, Lojas Americanas, Vale, Vivara e Via Varejo.

Sobre a Marfrig, a corretora destaca que após registrar alta de 77% no ano até agosto, o papel registrou queda de cerca de 16% em setembro, em um movimento de provável realização de ganhos por parte dos investidores e frente à piora no cenário político brasileiro. "Entendemos que se trata de uma oportunidade de compra interessante para aumentar a exposição da carteira a commodities, uma vez que os fundamentos da empresa seguem sólidos, com exportações robustas que devem seguir beneficiando a operação na América do Sul, bem como margens atrativas na operação na América do Norte", explica.

Adicionalmente, a XP destaca a liderança da Marfrig nas questões de ESG (meio ambiente, social e governança, na sigla em inglês) relacionadas à cadeia pecuária, com destaque para a iniciativa de rastreamento de fornecedores, além do lançamento da linha de carne carbono neutra. "Reiteramos nossa recomendação de compra no papel com preço-alvo de R$ 18", diz a corretora em relatório.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.