Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

2 em cada 3 deputados do Sul votam a favor da Previdência; no Nordeste apoio é o menor das regiões

Dos 77 parlamentares do Sul, 51 declararam voto favorável ao texto aprovado na Comissão Especial; Santa Catarina lidera o ranking dos Estados que mais apoiam as mudanças

Bruno Moura, especial para o Estado, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2019 | 17h18

BRASÍLIA - A cada 3 deputados sulistas, 2 declararam apoio à reforma da Previdência em trâmite na Câmara dos Deputados. É o que mostra o Placar da Previdência, atualizado pelo Estado. O menor apoio está no Nordeste: 41% da bancada de 151 deputados se manifestaram a favor do texto.

O Sul entrega o maior número de votos 'sim' ao texto aprovado na Comissão Especial. Dos 77 parlamentares da região, 51 declararam voto favorável (66,23%) e apenas 13 se dizem contrários (16,88%). Santa Catarina lidera o ranking favorável em todo o País: 13 dos 16 deputados do Estado (81,25%) querem mudanças na aposentadoria.

O Centro-Oeste entrega 65,85% de apoio na região: é a segunda maior porcentagem entre as cinco regiões. Em Goiás, 13 dos 17 deputados são favoráveis às mudanças aprovadas na Comissão Especial da Câmara, enquanto apenas dois - Elias Vaz, pré-candidato à prefeitura de Goiânia pelo PSB, e Rubens Otoni, do PT - sinalizam entrave no plenário.

Os quatro Estados do Sudeste - Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo - somam 105 votos pró-reforma e 37 contrários. A maior região em número de deputados, com 179 ao todo, concentra nos capixabas o maior porcentual de favoráveis na região, com 80% de seus deputados apoiando a reforma. No Rio, o texto que passou na Comissão Especial tem o apoio de 24 dos 46 votos disponíveis (52,17%).

O Nordeste tem o menor apoio às alterações na Previdência. Apenas 2 a cada 5 deputados pretendem votar pela aprovação no texto aprovado na Comissão Especial. Ao mesmo tempo, os nordestinos são os que mais votam "não" ao texto do relator, com 31,79% de intenção contrária.

Entre os nove Estados da região, o Maranhão, governado por Flávio Dino (PCdoB), tem a maior porcentagem de favoráveis, com 55,56%. O Ceará de Camilo Santana (PT), que veio a Brasília negociar a inclusão de Estados e municípios na reforma, vota 54,55% contrariamente à revisão na Previdência. É o maior índice entre os 27 estados da federação. O estado do Sergipe tem o maior índice de indecisos, com 37,50%.

O Amazonas tem a maior porcentagem de apoio à reforma entre os parlamentares do Norte, 75% são favoráveis. O Pará possui o maior índice contrário, com 23,53%. A região Norte é a que menos pretende votar contrariamente ao texto. Apenas 15,38% declararam voto contra. Por outro lado, lidera a porcentagem dos que não quiseram responder, 23,08%.

Nordeste

  • Favoráveis: 62
  • Contrários: 48
  • Indecisos: 14
  • Não encontrado: 3  
  • Não quiseram responder: 24
  • Total: 151
  • 41,05% favoráveis 
  • 31,79% contrários

Norte 

  • Favoráveis: 34
  • Contrários: 10
  • Indecisos: 3
  • Não encontrado: 3
  • Não quiseram responder: 15
  • Total: 65
  • 52,31% favoráveis
  • 15,38% contrários

Centro-oeste 

  • Favoráveis:27
  • Contrários: 7
  • Indecisos: 2
  • Não quiseram responder: 5
  • Total: 41
  • 65,85% favoráveis
  • 17,07% contrários

Sul

  • Favoráveis: 51
  • Contrários: 13
  • Indecisos: 2
  • Não quiseram responder: 9
  • Não encontrado: 2
  • Total: 77
  • 66,23% favoráveis
  • 16,88% contrários

Sudeste

  • Favoráveis: 105
  • Contrários: 37
  • Indecisos: 6
  • Não encontrado: 5
  • Não quiseram responder: 24
  • Ausente: 1
  • Não vota: 1 (Maia)
  • Total: 179
  • 58,66% favoráveis
  • 20,67% contrários

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.